O que você precisa saber para começar a sexta-feira

Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

Justiça rejeita denúncia contra jornalista Glenn Greenwald, médico chines que alertou colegas sobre surto de coronavírus morre e entidades repudiam fala de Jair Bolsonaro sobre portadores do vírus HIV.

Confira o que você precisa saber para começar a sexta-feira (07):

Justiça rejeita denúncia contra Glenn

A Justiça rejeitou a denúncia oferecida contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, no caso do hackeamento de autoridades. O juiz Ricardo Leite, da Justiça Federal do Distrito Federal, escreveu em sua decisão que deixa de receber, por ora, a denúncia diante da controvérsia sobre a amplitude da liminar do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Os demais investigados viraram réus.

Coronavírus

O médico chinês que alertou colegas sobre o surto de coronavírus morreu, segundo o Hospital Central de Wuhan, onde ele trabalhava e estava internado. O oftamologista Li Wenliang, de 34 anos, foi infectado pelo novo vírus enquanto atendia pacientes na cidade chinesa que é o epicentro da epidemia. Ao longo do dia, houve relatos contraditórios sobre sua morte, mas o jornal People's Daily afirma agora que Li morreu às 2h58 do horário local (15h58 no horário de Brasília).

Farra com dinheiro público

O PSL, ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, utilizou dinheiro público do fundo partidário para confeccionar bonecos infláveis de Bolsonaro. A verba também teria sido utilizada para fabricar bonecos do presidente da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE). Estima-se que foram gastos R$ 33 mil para confeccionar 14 bonecos dos mais variados tamanhos: oito de 1,8 metro, quatro de 3 metros e dois superbonecões, um de Bolsonaro e um de Bivar, com 5 metros de altura cada.

Entidades repudiam fala de Bolsonaro

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) lançou a campanha #EuNãoSouDespesa, em resposta à declaração do presidente Jair Bolsonaro de que pessoas portadoras do vírus HIV, transmissor da Aids, são uma “despesa para todos no Brasil”, além de um “problema sério” para a própria pessoa. A campanha reúne vídeos com depoimentos de ativistas, estudantes, aposentados, jornalistas, profissionais de saúde, atores e cidadãos em geral que defendem o Sistema Único de Saúde (SUS), contra o estigma, o preconceito e a discriminação.

Camiseta polêmica

Era para ser apenas mais uma brincadeira "raiz/nutella", mas acabou como prejuízo na imagem da marca: A Hering recebeu diversas críticas após comercializar uma camiseta cuja estampa continha os dizeres "que se dane a cerveja artesanal". Nas redes sociais da marca, uma legião de apreciadores da bebida começou a boicotar a marca com a hashtag #quesedaneahering. Muitos deles, inclusive, citaram o timing ruim da estampa — uma referência ao problema com a cervejaria Backer, cujo consumo de lotes contaminados de cerveja causou mortes e intoxicações em Minas Gerais.

Goulart no Galo?

O meia-atacante Ricardo Goulart está no futebol da China desde 2015, quando trocou o Cruzeiro pelo Guangzhou Evergrande. Com cidadania chinesa, o jogador pode disputar a próxima Copa do Mundo representando a seleção local. No entanto, os próximos passos de Ricardo Goulart podem ser bem distantes da Ásia. E, no que depender do interesse do Atlético-MG, pode ser mais uma vez em Belo Horizonte. A epidemia causada pelo Coronavírus fez com que a esposa do jogador (Diane Goulart) e os filhos do casal deixassem a China nos últimos dias. O medo da doença fez Ricardo Goulart procurar a diretoria do Guangzhou Evergrande e manifestar o interesse de atuar por outro clube.