O que você precisa saber para começar a sexta-feira

Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

Casos suspeitos de Coronavírus explodem no Brasil, Jair Bolsonaro tenta minimizar episódio do vídeo compartilhado e PMs do Ceará divulgam uma lista de reivindicações para encerrar motim.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Confira o que você precisa saber para começar a sexta-feira (28):

Coronavírus

O Ministério da Saúde anunciou que número de casos suspeitos de Coronavírus em São Paulo subiu para 85, enquanto o Brasil, no total, registra 132. Até o momento, só há um caso confirmado no país: um homem de 61 anos, morador da capital paulista. Ele esteve na Itália entre 9 e 21 de fevereiro. O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta também anunciou que vai antecipar a campanha nacional de vacinação contra a gripe em 23 dias. Assim, ela terá início no dia 23 de março, em menos de um mês.

Bolsonaro se pronuncia

O presidente Jair Bolsonaro descartou a possibilidade de o episódio em que compartilhou para seus contatos no WhatsApp vídeos que continham a convocação para um protesto contra o Congresso Nacional atrapalhar sua relação com o Legislativo.

Witzel ataca Bolsonaro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse que o impeachment é a resposta jurídica para a atitude de Jair Bolsonaro de divulgar vídeos convocatórios para manifestações contra o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal) marcadas para 15 de março. Segundo o governador, os protestos são "uma afronta à Constituição" e, se o presidente quisesse fazer algo em "caráter pessoal" -como justificou o disparo das mensagens-, deveria renunciar ao cargo.

Viagem polêmica

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem viagem marcada para a Europa de 29 de fevereiro a 11 de março. O roteiro inclui França, Suíça e Alemanha. Durante esse período, será acompanhado por quatro assessores que terão as despesas pagas com o dinheiro do contribuinte. A autorização para a liberação da viagem dos assessores foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

PMs amotinados

Os policiais militares amotinados no Ceará divulgaram uma lista de reivindicações para acabar com o motim que já dura onze dias. Entre as 18 exigências, apresentadas em uma reunião com representantes dos três Poderes, está a anistia dos agentes que participaram da paralisação — ponto que o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), já declarou na sexta-feira ser inegociável.

Mano Menezes no Galo?

Horas depois de demitir Dudamel, o Atlético-MG já iniciou a busca por um substituto. Mano Menezes foi consultado por uma pessoa em nome do Galo sobre a possibilidade de assumir imediatamente - o gaúcho está desempregado desde dezembro, quando foi demitido do Palmeiras. Mas, de acordo com apuração do Blog do Nicola, a chance de um avanço nas conversas é mínimo.