O que você precisa saber para começar a segunda-feira

Anthony Wallace/AFP via Getty Images

Governo anuncia que levará ao Brasil cidadãos ameaçados pelo coronavírus e que vivem na China; em território chinês, hospital para infectados pelo novo vírus fica pronto em 11 dias; em São Paulo, Polícia ivil volta atrás sobre indiciamento de filha e namorada sobre assassinato de família em São Bernardo.

Confira o que você precisa saber para começar a segunda-feira (04):

Brasileiros na China serão evacuados

O governo anunciou nesse domingo (2) que evacuará os brasileiros que estão na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus. De acordo com comunicado dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores, os cidadãos do Brasil que se encontram na região e que manifestarem desejo de deixar o local poderão retornar ao país, possivelmente em um voo fretado. Uma vez no Brasil, eles precisarão ser submetidos a uma quarentena, "sob orientação do Ministério da Saúde". 

Hospital chinês pronto em 11 dias

A China deve inaugurar, nesta segunda (3), um dos dois hospitais dedicados exclusivamente a pacientes infectados pelo novo coronavírus. O centro de saúde, cuja construção teve início no dia 24 de janeiro, foi formalmente entregue nesse domingo (2), segundo informações do canal estatal chinês CGTN. O hospital foi construído a cerca de 30 quilômetros do centro da cidade de Wuhan, epicentro do coronavírus 2019-nCoV, do qual ainda não se sabe a origem específica, e tem mil leitos.

Família assassinada na Grande SP

A polícia voltou atrás no indiciamento de suspeitas de matar uma família encontrada carbonizada dentro do porta-malas de um carro na madrugada da última terça, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Na sexta-feira, a polícia informou que Ana Flávia Gonçalves, 24 anos, filha do casal morto junto com o filho de 15 anos, e sua namorada, Carina Ramos, 26, tinham sido indiciadas por triplo homicídio. Neste sábado, porém, a corporação recuou e afirmou que elas ainda não foram responsabilizadas pelo crime.

Conta de luz em fevereiro

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou que as contas de luz dos brasileiros terão em fevereiro a chamada bandeira tarifária verde, que não gera cobranças adicionais para os consumidores. O anúncio foi feito na última sexta-feira (31). Em janeiro, vigora a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos.

Bolsonaro e o preço da gasolina

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesse domingo (2) que o Congresso altere a legislação para possibilitar a redução do preço da gasolina e do diesel nos postos. Ele afirmou que vai encaminhar uma proposta ao Legislativo e "lutará pela sua aprovação". E criticou a política fiscal adotada por governadores. "Pela terceira vez consecutiva baixamos os preços da gasolina e diesel nas refinarias, mas os preços não diminuem nos postos, por que? Porque os governadores cobram, em média 30% de ICMS, sobre o valor médio cobrado nas bombas dos postos e atualizam apenas de 15 em 15 dias, prejudicando o consumidor. Como regra, os governadores não admitem perder receita, mesmo que o preço do litro nas refinarias caia para R$ 0,50 o litro", escreveu Bolsonaro numa rede social.