O que você precisa saber para começar a quinta-feira

Jair Bolsonaro se pronuncia sobre compartilhamento de vídeo polêmico, oposição fala em impeachment e Ministério da Saúde dá detalhes sobre primeiro caso confirmado no Brasil.

Confira o que você precisa saber para começar a quinta-feira (27):

Bolsonaro se pronuncia

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que as mensagens trocadas com amigos pelo celular são "de cunho pessoal". A afirmação ocorreu um dia após Bolsonaro compartilhar por WhatsApp um vídeo convocando a população para atos contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), marcado para ocorrer no dia 15 de março. Em texto publicado em suas redes sociais, o presidente não fez referência direta ao episódio, mas afirmou que troca mensagens "de forma reservada" com "poucas dezenas de amigos" no aplicativo de mensagens. Na mensagem, Bolsonaro também afirma que usa suas redes sociais para manter "uma intensa agenda de notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional".

Oposição fala em impeachment

O Partido dos Trabalhadores (PT) deve protocolar um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assim que o recesso do carnaval terminar. O senador Rogério Carvalho (SE) líder do PT na casa confirmou a intenção da sigla que é a maior da oposição ao governo. O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) também afirmou que entrará com um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), seu antigo aliado.

Filho sai em defesa do pai

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) respondeu a jornalista Vera Magalhães em uma rede social após ela compartilhar um trecho de uma fala do presidente Jair Bolsonaro em 2018, enquanto ainda era candidato nas eleições presidenciais daquele ano, na qual ele afirmou que haveria uma festa no Brasil caso o Parlamento fosse atingido por uma bomba.

Coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou informações detalhadas a respeito do primeiro caso confirmado de Coronavírus (COVID-19) no Brasil. O paciente infectado é um homem de 61 anos, brasileiro, empresário e residente em São Paulo. O paciente - que não teve o nome divulgado - retornou para São Paulo no dia 21 de fevereiro após uma viagem a trabalho na Itália, onde estava desde o dia 9 fevereiro na região da Lombardia, que vive uma explosão de casos nos últimos três dias.

Futuro indefinido

Liberado dos treinos no Cruzeiro, o zagueiro Dedé teve seu nome sugerido por um representante ao Corinthians nos últimos dias. Ele não ficará na Raposa, já sabe que não caberá dentro do orçamento do Vasco e as negociações com o Wuhan, da China, estão encerradas por causa do Corona Vírus. Mas, apesar da facilidade para contratá-lo, não houve grande empolgação em relação a Dedé na Arena Corinthians. Nem por parte da diretoria, tampouco em relação à comissão técnica.