O que sabemos sobre o sono e 25 dicas pra você aproveitá-lo melhor!

Foto: Reprodução/Pexels

Por Fabrício Calado

Aparentemente, poucos cientistas passaram noites em claro tentando responder por que é que a gente dorme. Ainda hoje, a ciência não sabe ao certo pra que serve o sono.

A teoria mais aceita hoje é que, quando dormimos, nosso corpo, e principalmente nosso cérebro, se recupera do acúmulo de experiências.

Se o porquê do sono ainda é uma incógnita, já há algumas descobertas – ou teorias bem possíveis – que podem te ajudar a se beneficiar do período em que você passa dormindo.

Confira alguns insights para dormir mais, e melhor:

  1. Segundo pesquisas, você dorme melhor na lua nova que na lua cheia – mas a ciência também não sabe o porquê disso.
  2. Se você pega no sono em menos de 5 minutos, pode estar sofrendo de privação do sono – o tempo ideal, segundo pesquisas, é entre 10 e 15 minutos.
  3. Em geral, seu corpo sente mais cansaço às 2 da manhã e 2 da tarde. Por isso, 14h é o horário ideal para tomar uma xícara de café e ficar mais desperto.
  4. A mudança de rotina – e horário de dormir – quando você sai no fim de semana causa o que alguns especialistas de sono chamam de “jet lag social”.
  5. O homem é o único mamífero que adia a hora de ir pra cama.
  6. A insônia é causada por fatores de stress, sejam eles físicos (cama desconfortável, frio), psicológicos (problemas pessoais, ansiedade, depressão) ou fisiológicos (exercícios antes de dormir, se deitar logo depois de comer).
  7. Em tempo: insônia não descreve a perda do sono, e sim a dificuldade de concentração, dores de cabeça, mudança e humor e outros problemas que a falta de sono causa durante o dia.
  8. Se você ficar acordado por mais de 16 horas, sentirá os mesmos efeitos do que se o nível de álcool no seu sangue fosse de 0,05%.
  9. No século 17, era comum que as pessoas dormissem em etapas. Alguns delas saíam da cama durante a noite e, por um período entre uma e duas horas, passeavam, liam ou conversavam com os amigos.
  10. A dificuldade de sair da cama pela manhã tem um termo técnico (e não é “preguiça”). Chama-se clinomania, e pode sinalizar uma depressão ou outro distúrbio. Se impedir o indivíduo de funcionar normalmente, o ideal é procurar tratamento.
  11. Há muito tempo, existiu o emprego de despertador humano. Em vilas inglesas, uma pessoa era paga para bater na janela das pessoas e acordá-las para irem trabalhar.
  12. No Japão, dormir no trabalho não causa demissão. Em geral, as empresas aceitam o ocorrido como sinal de exaustão por excesso de trabalho.
  13. Exercício tende a melhorar a qualidade do sono de quem tem insônia ou é sedentário, mas só se for praticado cerca de três horas antes de ir para a cama. Menos que isso e o corpo não entende que é para desligar.
  14. Para quem não tem distúrbios do sono, a recomendação da Fundação Nacional do Sono é praticar atividade física leve ou moderada entre 40 e 50 minutos antes de ir pra cama.
  15. Antes da tv a cores, a maioria das pessoas sonhava em preto e branco. Hoje, cerca de 75% da população sonha a cores.
  16. Seu sono tem cinco ciclos, e cada ciclo dura cerca de 1h30:
    1.Fase 1: início da sonolência, quando qualquer distração pode despertar a pessoa.
    2.Fase 2: atividade cardíaca é reduzida, e temperatura corporal cai.
    3.Fases 3 e 4: sono profundo, quando respiração e ritmo cardíaco caem bastante. É mais difícil ser despertado nesses estágios.
    4.Fase 5: também chamada de fase de REM (sigla de Movimento Rápido dos Olhos, em inglês).
  17. Seus olhos de movimentam muito depressa sob as pupilas, e a atividade cerebral é intensa. É quando ocorrem os sonhos.
  18. Para se sentir descansado, o ideal são experimentar entre quatro e cinco ciclos de sono por noite (5*90 = 7,5h). Em jovens, é mais comum esses ciclos ocorrerem sem grandes problemas, mas eles são mais facilmente perturbados à medida que envelhecemos.
  19. De fato existem pessoas que funcionam bem sem dormir ou com apenas seis horas de sono por noite – mas não são a maioria da população. Em geral, as pessoas precisam de sete a oito horas de sono por noite.
  20. Se você é um humano médio, passa um terço da sua vida dormindo.
  21. É bem provável que alguns animais, como cachorros, sonhem. O que a ciência tem mais certeza é que alguns bichos têm ciclos de sono semelhante aos nossos.
  22. Dica pra quem tem filhos pequenos: segundo estudos, por algum motivo as crianças tendem a pegar no sono mais depressa e a dormir mais quando vão pra cama antes das 21h.
  23. Ainda sobre crianças: recém-nascidos costumam dormir entre 14 e 17 horas por dia em períodos irregulares, e em geral ficam acordados em períodos de uma a três horas.
  24. Quanto mais alto você estiver no planeta, maior a chance de ter dificuldade para pegar no sono. A hipótese científica é de que tenha a ver com a redução nos níveis de oxigênio em grandes altitudes. Em geral, seu corpo se acostuma a isso entre duas ou três semanas.
  25. Você consome tantas calorias dormindo quanto fazendo academia. Uma estimativa é de que você queime 60 calorias por hora de sono, enquanto uma caminhada rápida queima cerca de 500 kcal por hora. O contrário também é verdade: se você ficar sem dormir muito tempo, sua fome tende a aumentar. O sono ajuda a diminuir os níveis de leptina, um hormônio que regula o apetite.