O que diferentes países comem depois de uma bebedeira?

Você já imaginou o que as pessoas de diferentes países comem após beberem demais? [Foto: Getty]

Por Caroline Allen

Todos já passamos por isso: você sai de um bar tropeçando e decide que, simplesmente, não pode ir para casa. A noite de bebedeira sempre é acompanhada de comida.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

No Brasil, é comum comermos um cachorro-quente, muitas vezes, estacionado próximo de onde você está, pizzas e salgados de padaria que foram fritos há, pelos menos, umas 12 horas.

Embora aparentemente os habitantes de todos os países busquem algo gorduroso e indigesto, a escolha varia muito, conforme mostraremos a seguir.

Escócia

Os escoceses optam por uma caixa cheia de surpresas. Ela tem a base do prato preferido dos bêbados ingleses: carne de kebab, frango, batata frita, mas depois fica muito melhor.

A caixa também contém pizza, macarrão, onion rings (rodelas de cebolas fritas), pão de alho, salada de repolho e adivinhe o que mais? Pão naan, da culinária indiana.

Tudo isso é servido coberto de molho, em uma caixa de pizza.


China

Os moradores de Xangai têm a sorte de contar com muitas opções de comida de rua, e foi um clássico destas barraquinhas que se transformou no preferido dos embriagados.

O ‘Cong You Bing’ é uma panqueca de cebolinha recheada com vegetais (sim, é vagamente saudável) e carne.

Pode parecer comida de restaurante sofisticado, mas não se engane, ela vai satisfazer a sua vontade.


Canadá

O Canadá não passou muito longe do que a maioria dos países considera a clássica refeição pós-porre. Batata frita, molho, queijo coalho: como não gostar?

Tudo isso é coberto por algum tipo de carne; a carne de porco desfiada é uma das mais pedidas.

Este prato se chama Poutine. Ele surgiu em Quebec e, desde então, se espalhou para diversos lugares dos Estados Unidos, incluindo Chicago.


Grécia

Na Grécia, a escolha pós-bebedeira recebe o nome de ‘sanduíche vromiko’. A tradução exata de vromiko é ‘sujo’, e o resultado não decepciona.

O sanduíche pode ter uma infinidade de recheios diferentes, mas os mais populares incluem batata frita, linguiça, maionese e molho de pimenta.

O sanduíche é chamado de ‘sujo’ não por causa da comida em si, mas pelo estado em que você deve estar quando vai comê-lo, às 5 horas da manhã.


África do Sul

Os sul-africanos não têm um prato preferido após a bebedeira. Em vez disso, eles optam por uma bebida.

De acordo com os locais, o Sparletta Creme Soda é capaz de curar a sua ressaca, antes mesmo que ela comece.

Aparentemente, o sabor de lima-limão ajuda a digerir o álcool presente no seu organismo mais rapidamente.


Espanha

Assim como os sul-africanos, os espanhóis tendem a fazer as coisas de uma forma diferente. Em vez de escolher um prato de comida gorduroso, eles preferem uma sobremesa. A mais pedida é churros mergulhado em chocolate quente.

Com licença, vou ali reservar uma passagem só de ida agora mesmo.


Sri Lanka

A comida do Sri Lanka é sempre deliciosa, mas os visitantes (bêbados ou não) não podem deixar de experimentar o Kottu Roti.

Trata-se de uma comida de rua, feita de godhamba roti (um pão fino e crocante) com vegetais, ovos, carnes e temperos. Tudo é picado e misturado entre os vegetais e a carne para chegar ao resultado extremamente satisfatório.


Dinamarca

A Dinamarca é conhecida por sua alimentação saudável e de vanguarda. No entanto, nem os dinamarqueses conseguem resistir a uma comida gordurosa na tentativa de diminuir a ressaca. O prato escolhido pelos dinamarqueses é o kebab.

O kebab da Dinamarca inclui alface, tomate, molho, pimenta, e a carne ou recheio da sua escolha. Tudo isso é fechado em uma panqueca fina de trigo.


Inglaterra

Talvez, depois de uma noite de festa, os ingleses queiram um kebab, uma pizza ou uma porção de batata frita. Todas estas são opções válidas após o pub.

No entanto, os moradores de Yorkshire pedem algo mais específico. Lembrando o poutine do Canadá, os locais adoram uma combinação de queijo, batata frita e molho de carne.