O protesto de David Guetta contra o racismo parece quadro do Hermes e Renato

David Guetta protagoniza homenagem constrangedora a George Floyd (reprodução)

David Guetta promoveu uma das homenagens mais constrangedoras a George Floyd, cidadão negro assassinado por um policial branco nos Estados Unidos. Em live realizada no fim de semana, o DJ usou o famoso discurso de Martin Luther King, "I Have a Dream", em um remix inapropriadamente animado contra o racismo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"O mundo está passando por tempos difíceis e os Estados Unidos também, na verdade. Fiz uma música especial... em homenagem a George Floyd. Eu realmente espero que possamos ver mais união e mais paz em um momento que as coisas já estão tão difíceis. Gritem para a família dele", falou o músico, como se os parentes da vítima fossem seus amigos de balada.

Leia também

As reações da internet diante do vídeo em questão foram, de forma justa, as piores possíveis. O colunista do Uol Chico Barney viu semelhanças entre a cena e as esquetes do grupo de humor Hermes e Renato (abaixo). A usuária @AdequateEmily, por sua vez, disse que o vídeo "é a forma mais branca de lidar com o racismo".

Apesar do momento totalmente constrangedor, a live ao menos serviu para que Guetta arrecadasse 540 mil libras (mais de R$ 3,5 milhões, na conversão atual) em doações. A quantia será destinados a fundos de alimentos para famílias vítimas do novo coronavírus. Veja algumas das reações da internet após o tributo do DJ:

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.