'O presidente nos convidou e não iremos sair', diz apoiador de Trump em invasão ao Capitólio

João Conrado Kneipp
·2 minuto de leitura
A supporter of US President Donald Trump sits inside the office of US Speaker of the House Nancy Pelosi as he protest inside the US Capitol in Washington, DC, January 6, 2021. - Demonstrators breeched security and entered the Capitol as Congress debated the a 2020 presidential election Electoral Vote Certification. (Photo by SAUL LOEB / AFP) (Photo by SAUL LOEB/AFP via Getty Images)
Apoiador do presidente Donald Trump sentado no escritório de Nancy Pelosi. (Foto: SAUL LOEB/AFP via Getty Images)

Apoiadores do presidente Donald Trump gritam palavras de ordem e comemoram a invasão do prédio do Congresso dos Estados Unidos por manifestantes que interromperam o processo de reconhecimento no Senado da vitória do presidente eleito Joe Biden.

“O presidente nos convidou para cá e nós não vamos sair”, gritou, um deles. “Isso é épico, épico. Estamos tomando o Capitólio novamente. Obrigado, Deus”, clamava outro.

Imagens mostram invasões de manifestantes em setores do prédio em uma tentativa de evitar que o Senado certifique a vitória de Joe Biden no Colégio Eleitoral para assumir a presidência dos EUA no dia 20 de janeiro.

Leia também

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, decretou um toque de recolher que impede qualquer circulação de pessoas nas ruas da cidade a partir das 18h no horário local - 20h no horário de Brasília — até às 6h de quinta-feira (7).

WASHINGTON, DC - JANUARY 06: U.S. Capitol police officers point their guns at a door that was vandalized in the House Chamber during a joint session of Congress on January 06, 2021 in Washington, DC. Congress held a joint session today to ratify President-elect Joe Biden's 306-232 Electoral College win over President Donald Trump. A group of Republican senators said they would reject the Electoral College votes of several states unless Congress appointed a commission to audit the election results. (Photo by Drew Angerer/Getty Images)
Policiais do Capitólio apontam armas de fogo em uma das portas vandalizadas pelos manifestantes que invadiram o prédio. (Foto: Drew Angerer/Getty Images)

Segundo informações da GloboNews, uma ala do Capitólio teve de ser evacuada por suspeita de bomba. Imagens registradas por jornalistas norte-americanos e correspondentes brasileiros mostram dezenas de pessoas inicialmente tentando invadir o prédio, e depois de fato nas salas interiores do Capitólio.

Até agora, há o registro de, ao menos duas detenções, além do uso de gás lacrimogêneo e confronto entre a polícia do Congresso e apoiadores de Trump.

Os senadores foram orientados a retornarem para seus escritórios, enquanto parte da imprensa e servidores estão sendo constantemente deslocados pelos corredores do Capitólio. A polícia do Congresso também orientou os senadores a colocarem suas máscaras de gás, que cada um possui em seu gabinete, como forma de prevenção.

Mike Pence, vice-presidente dos EUA e presidente do Congresso, que seria responsável por comandar a sessão que reconhecerá Biden como presidente eleito, foi retirado às pressas do prédio do Capitólio.