"O Irlandês" é aposta da Netflix para cobiçado Oscar de melhor filme

Por Lisa Richwine
Logo da Netflix no escritório da empresa em Los Angeles

Por Lisa Richwine

LOS ANGELES (Reuters) - A Netflix chegará ao Oscar de domingo gabando-se de ter mais indicações do que qualquer outro distribuidor de filmes, mas será que o serviço de streaming finalmente levará para casa o prêmio mais cobiçado da indústria do cinema?

O épico mafioso "O Irlandês" tem chance de levar o Oscar de melhor filme, de acordo com especialistas em premiações, mas enfrenta a concorrência dura de "1917", drama da Primeira Guerra Mundial, "Era Uma Vez em... Hollywood", de Quentin Tarantino, e "Parasita", filme sul-coreano que transgride gêneros.

Conquistar a estatueta de melhor filme pela primeira vez lustraria a reputação da Netflix no meio cinematográfico e lhe daria novos motivos para se vangloriar na luta cada vez mais acirrada pelos espectadores de vídeo por streaming.

"O Irlandês", que está em exibição nos cinemas e na Netflix, conta com um elenco de primeira grandeza de premiados do Oscar. Ele foi dirigido por Martin Scorsese, estrelado por Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci e é um dos filmes mais caros da empresa até hoje, com seu orçamento de produção de cerca de 160 milhões de dólares. Os críticos o cobriram de elogios quando ele foi lançado em novembro.

Sua consagração como melhor filme depende dos cerca de 8 mil membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

Especialistas consultados pelo site de premiações Gold Derby até segunda-feira davam "1917" como favorito, com duas chances em 11 de vencer, enquanto "O Irlandês" teria duas chances em 17.