• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O dia em que eu e Marília Mendonça falamos sobre autoestima

·5 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Acompanhei Marília Mendonça desde o primeiro sucesso. O potencial vocal mostrava que ela não era mulher de um hit só. Virei fã. Escutava as músicas dela quase todos os dias. Algumas ficavam na cabeça de tanto ouvir por aí. Outras, especialmente, falavam com o meu coração, expressavam o que eu estava sentindo. Ela arrebentava compondo. Quem nunca se apaixonou pelo o que inventou de alguém? E quem nunca sentiu que... "vou ser sincero com você, acho que pra mim já deu". 

A Marília representava as mulheres não só em suas músicas. Ela mostrava que a gente podia ser o que quisesse. Múltiplas. Ela trabalhava muito, cuidava da família, emagrecia, engordava, iniciava e terminava namoro, bebia, sentava de perna aberta, falava gíria, palavras bonitas e sensíveis também. Tudo com muita naturalidade. Sem roteiro. Ela só vivia.

Leia também:

Marília era meiga, lembrava uma criança quando queria. E, ao mesmo tempo, Marília era rainha, não só da sofrência, pois era muito mais que isso. Ela era talentosa, amorosa, cheia de iniciativa e força. Não à toa, o último trabalho, ao lado de Maiara e Maraisa, fala do poder feminino e a importância da sororidade. Um tapa na cara de quem criava rivalidade entre ela e outras artistas. Ela nunca deixou ser sobre isso.

Quando a gente encontra uma pessoa muitas vezes, alguns detalhes ficam na cabeça. Eu já sabia como a Marília gesticulava, o jeito que sentava para dar entrevistas e como pegava o celular para gravar vídeos. Ela era engraçada. Quando podia respondia com piadinhas, mas sabia a hora de falar sério e não gostava quando não sabiam diferenciar seu lado mais incisivo do brincalhão. 

Depois da gravidez, algumas coisas mudaram. Marília não perdeu o bom-humor, mas ficou mais reflexiva, cautelosa, interessada em relações profundas. Ela passou a questionar a fama e até o fato de ter que representar os solteiros, os que levaram chifres, o tempo todo. Nesta época, ela estava firme e forte com Murilo Huff, o pai do Léo. Parecia um pouco incomodada com as brincadeiras daqueles que lembravam que ela "prometeu" que todo mundo ia sofrer, como se tivesse "traído" o bonde por ter construído sua família.

A Marília não queria ser apenas um rótulo. Não queria perder o prazer de cantar com leveza por causa do assédio. Não queria que a fama a distanciasse do público. Não queria que sua vida ficasse presa a isso. Em uma das entrevistas, ela contou que "Todos Os Cantos" nasceu de um sonho (sonho mesmo!) no qual fazia um show em praça pública. Ela acordou querendo que aquilo fosse real. Foi lá e fez.

Fiquei admirada com a coragem. Uma mulher tão nova, 26 anos, minha idade, tão decidida, criativa, com vontade de ser muito mais do que ter. Uma figura admirável. Ainda sobre a turnê, ela contou que teve a ideia de se disfarçar para passar pelas ruas de várias cidades conversando com as pessoas como se fosse anônima, assim ficaria mais perto dos fãs, sem o peso de ser "a estrela Marília Mendonça".

Marília Mendonça disfarçada convidando para show (Foto: Reprodução/Globo)
Marília Mendonça disfarçada convidando para show (Foto: Reprodução/Globo)

No projeto, ela convidava o povo para um show aleatório, sem avisar que seria uma apresentação dela, muito menos que já era ela ali, fazendo os convites pessoalmente. Alguns a reconheciam e guardavam segredo para não estragar a brincadeira. Outros eram trollados pela cantora facilmente e ficavam chocados depois que descobriam a verdade.

"Todos os Cantos" resgatou o brilho que Marília sentia no início da carreira e resultou em histórias incríveis, que ela contava entre lágrimas e risos quando falava dos bastidores. Algumas partes estão disponíveis no documentário da artista no Globoplay. Vale a pena conferir para entender a grandeza de Marília Mendonça.

"Não me sinto bonita"

Essa foto foi tirada depois de uma entrevista. Ela estava com a autoestima baixa. Falou que ficou muito inchada na gravidez, que não se sentia bonita. Eu também estava me achando feia. Hoje isso não importa mais. Que bom que registrei o momento. E que lindo foi ela não ter negado, mesmo sendo sincera em dizer que não estava na sua melhor fase.

Marília Mendonça dando entrevista em 2019(Foto: Arquivo Pessoal)
Marília Mendonça dando entrevista em 2019(Foto: Arquivo Pessoal)

O último show que fui antes da pandemia foi dela. Antes da apresentação, Marília conversou com os jornalistas presentes. Ela estava muito feliz de voltar aos palcos três meses depois do nascimento do Léo. Toda tristeza e insegurança de quem engravidou sem planejar tinham ido embora. 

Marília já falava com amor sobre a maternidade, sentia que estava mais bonita e completa. Lembro que a realização dela transbordava. Eu tive o desejo de um dia sentir o mesmo. Nunca vou esquecer o nosso último encontro. No palco, Marília mostrou que realmente merecia o título de rainha. Ela se emocionou, falou que estava com saudade e fez várias declarações ao filho e aos fãs. 

Marília Mendonça e seu filho Léo Dias Mendonça Huff  (Foto: Reprodução/ Instagram @Maríliamendonca)
Marília Mendonça e seu filho Léo Dias Mendonça Huff (Foto: Reprodução/ Instagram @Maríliamendonca)

Irei em um show dela

Passei a pandemia dizendo que queria que a minha retomada fosse marcada por um show da sertaneja. Queria viver tudo aquilo outra vez. Queria ver de perto a animação dela com a nova volta aos palcos. Infelizmente, o plano foi interrompido pela queda do avião que a transportava para um show em Piedade de Caratinga, município de Minas Gerais, na sexta-feira (5).

Curiosamente, no dia 15 de outubro, pouco antes do acidente, sonhei que ia na casa dela e esquecia um presente em cima da cama. Registrei nas redes sociais dizendo que o sonho foi maluco. Hoje entendi tudo. Me despedi de Marília Mendonça em sonho. Obrigada por tudo, eterna rainha. Você não me fez sofrer. Com você fui muito, muito feliz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos