'O Brasil está essa bagaça, mas vai passar', diz Criolo na Virada

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O rapper Criolo enalteceu os jovens e demonstrou otimismo em relação ao futuro do país durante sua apresentação no palco Parada Inglesa, na noite deste sábado (28). "O Brasil está essa bagaça que está, mas vai passar. A juventude não vai deixar", afirmou, com tranquilidade.

"A gente é só amor, moleque", disse ainda. O cantor é o último a se apresentar no palco montado na zona norte da capital neste sábado.

No início de seu show, Criolo mencionou uma denúncia feita pelo padre Julio Lancellotti contra a organização da Virada Cultural. Segundo o pároco, a Prefeitura de São Paulo recrutou pessoas em situação de rua para a montagem de estruturas do evento, para as quais pagou R$ 60 por 12 horas de trabalho.

"Se você puder entrar no Instagram do padre Lancelotti, vai ser tão interessante", disse Criolo às centenas de pessoas que o ovacionavam.

A SPTuris, responsável pela montagem e infraestrutura da Virada, afirma que não interfere na remuneração oferecida pelas empresas contratadas e que os contratos preveem o cumprimento de normas trabalhistas e de segurança.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos