'Nunca me senti tão impotente', relata Carol Portaluppi sobre assédio sofrido no Rio

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A modelo e influenciadora Carol Portaluppi, 27, filha do treinador Renato Gaúcho, disse por meio de suas redes sociais que foi vítima de um assédio sexual ao caminhar por uma rua do Leblon (RJ) nesta quinta-feira (16).

De acordo com o relato dela, um homem passou por trás e usou uma garrafa de água para tocar seus glúteos.

"Prometi para mim mesma que não iria chorar aqui. Estava muito assustada, fiquei muito nervosa. Ele me falou umas coisas que eu nem consegui prestar atenção", começou ela.

Na sequência, conta que na hora não conseguiu ter uma reação e continuou andando. "E a rua estava cheia, ninguém fez nada. Não sei se as pessoas se assustaram. Eu nunca me senti tão impotente na minha vida. Minhas pernas tremendo muito. Vontade de gritar, pedir ajuda e, ao mesmo tempo, mantive a calma", afirmou.

A influenciadora disse que se sentiu bem agredida, mas não revelou se prestou algum tipo de queixa na polícia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos