‘Nunca saí do armário’, diz Cara Delevingne

Cara Delevingne estampa a capa da 'Vogue' britânica credit:Bang Showbiz
Cara Delevingne estampa a capa da 'Vogue' britânica credit:Bang Showbiz

Cara Delevingne nunca tomou uma "decisão consciente" de se assumir pansexual.

A modelo e atriz, de 29 anos - que é atraída por todos os gêneros - estava cansada de ter "vergonha" de quem ela amava, então sentiu que era hora de ser honesta sobre quem ela estava namorando sem sentir que tinha que fazer uma anúncio sobre sua sexualidade.

Solicitada a compartilhar sua história, ela disse: "É difícil chamar isso de uma história de saída do armário, porque eu nunca saí do armário. Foi mais que eu só decidi colocar minhas cartas na mesa e dizer, olha, eu estou apaixonada, eu estou apaixonada por quem eu estou apaixonada. Não parecia que eu estava fazendo uma decisão consciente de sair, apenas significava que eu estava farta de estar no armário.”

Ela continuou: ”Eu cansei de ter vergonha de quem eu amava e quem eu era. Então para mim era mais como, amor é amor, e devemos ser capazes de amar quem queremos."

A estrela de 'Carnival Row' gostaria de poder dizer ao seu "eu" mais jovem para se "amar" e se orgulhar de quem ela é.

Em entrevista à edição de agosto da revista britânica 'Vogue', que celebra os 50 anos da Parada do Orgulho Gay em Londres, ela explicou: "Se eu pudesse enviar uma mensagem ao meu 'eu' mais jovem, seria amar a si mesma. Parece tão clichê, mas eu também diria aceite-se, seja você mesma. Não importa o que isso signifique, bom ou ruim. Apenas se aceite como você é. E levante a cabeça. Isso não significa não falar, não dizer a verdade. Mas isso significa ter orgulho. Tenha orgulho de quem você é, não importa o que isso signifique."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos