Tule e calcinha protegeram Mayara após fantasia quebrar

O acidente com a fantasia de Mayara Lima, princesa de bateria da Paraíso do Tuiuti, ainda está dando o que falar. O acidente está sendo investigado pela diretoria da escola, já que ela é apontada como a próxima rainha de bateria da agremiação da Zona Norte do Rio.

A passista chegou à Sapucaí um pouco depois da bateria entrar no primeiro recuo, que fica antes do ‘início’ do desfile. Normalmente a rainha e a princesa se posicionam juntas desde o início da avenida. Era visível como ela chegou aflita para se juntar aos ritmistas e, à imprensa, culpou o trânsito.

Mais Carnaval 2022

Yahoo encontrou com Mayara pouco depois dela se posicionar. Tensa, o body de tule em que sua fantasia era preso já mostrava um rasgo na parte da frente, embaixo. Durante o registro dela sambando, é possível ver que ela toca a peça duas vezes para checar se estava tudo ‘ok’.

Quando a bateria entrou na avenida, ela começou a evoluir como era esperado e pouco depois do segundo setor, o acidente aconteceu: a fantasia rasgou. Na verdade, a peça descosturou na parte debaixo, o que a deixou exposta por alguns minutos.

Todo desfilante em lugares de destaque, como musas e rainhas/princesas de bateria, elas são acompanhadas por pessoas de sua equipe que levam de tudo: água, isotônico, maquiagem, toalhas, curativos, tesouras... e calcinhas e libs.

Ela recorreu ao seu ‘apoio’, que tinha uma calcinha marrom pronta para qualquer incidente, como aconteceu. Com isso, a princesa vestiu rapidamente no canto da passarela do samba e seguiu mostrando que estava mais do que pronta para riscar a avenida sem a chance de prejudicar a escola. Segundo o regulamento, nudez é punida com perda de pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos