Novo reality sobre modelos trans quer mostrar que 'existe diversidade dentro da diversidade'

·4 minuto de leitura
Time de apresentadores de 'Born To Fashion' (Divulgação / E! Entertainment)
Time de apresentadores de 'Born To Fashion' (Divulgação / E! Entertainment)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Primeiro reality sobre modelos transexuais, Born To Fashion quer não só aproximar o público geral da realidade trans, mas também inserir essas mulheres na realidade do mundo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

"Para além de quebrar barreiras estruturais que o mundo coloca em relação às meninas trans, também fizemos o caminho inverso: aproximar as meninas trans do mundo", contou Alice Marcone, uma das juradas do programa, em conversa com a imprensa nesta quinta-feira (30). "Falo por mim mesmo. A gente sofre tantas barreiras, tantos 'não' [...] que é um desafio ocupar esse meio de campo. A grande mensagem do programa é a de aliança."

Leia também

O reality do canal E!, que estreia no próximo dia 13 de agosto sob o comando da modelo internacional Laís Ribeiro, busca "um novo talento" entre dez modelos transgênero selecionadas já no primeiro episódio, vindas de diferentes regiões do Brasil. O prêmio é um contrato de um ano para modelar, além de uma capa em uma revista do segmento. Ao longo dos episódios, elas passam por aulas e desafios de moda, focando em questões sociais e, principalmente, a desigualdade.

"Choro toda hora que falo para alguém [sobre o Born to Fashion]", diz Ribeiro. "Foi o maior impacto da minha carreira, tanto pessoal, quanto profissional. A história de vida de cada uma [participante] mexeu tanto comigo. Porque mulheres trans não tem oportunidades na nossa sociedade".

"Born to Fashion deu voz àquelas meninas que não tem espaço no meio da moda -e não só no meio da moda", continua ela, acrescentando que aprendeu muito com a persistência de cada participante e suas buscas por oportunidades.

Marcone conta que a experiência também foi transformadora para ela, que há anos havia tentado se inserir no universo da moda, e acabou se frustrando. Hoje, ela torce para que as participantes consigam ter oportunidades de emprego e se sintam mais incluídas neste mercado de trabalho. "É o grande intuito do programa", diz ela.

A jurada e roteirista chegou a ficar de fora da seleção inicial das modelos, pois conhecia muitas delas. "Não quis deixar que meu lado pessoal fosse determinante nessa escolha. Conhecer algumas delas fez com que eu soubesse que algumas tinham certas qualidades; certos sonhos em relação à moda; certas trajetórias já construídas dentro da moda. Queria manter uma postura ética e mais séria no programa. Mas aos poucos fui percebendo que conhecer algumas delas ajudaria nós, especialistas, a selecionar", conta.

Ela reforça, junto à Ribeiro, que desde o início do programa buscaram por personalidades, antes de um "rostinho bonito". "Fizemos questão de ter diversidade, sobretudo para mostrar que [...] existe diversidade dentro da diversidade. Construímos um casting plural, que com certeza entraria em conflito. Um conflito que seria bom não só para o programa, mas também para elas. Escolher personalidades fortes e até antagônicas foi uma parte essencial para o programa, para que elas mesmas aprendessem a conviver e a construir pontes", diz ela, dando o exemplo de si própria: "Não sou só a trans dentre os especialistas [do programa]. Sou muito mais coisas além disso".

FESTIVAL VIRTUAL

Para celebrar a estreia do reality, o E! Entertainment promove neste sábado (1º), às 18h, o Festival E! Born To Fashion. Trata-se de um evento totalmente virtual, apresentado por Lais Ribeiro e Alice Marcone, que contará com participações de Preta Gil, Mel, Duda Beat e Mateus Carrilho.

O festival, que poderá ser acompanhado através do Youtube, Twitter e Facebook do E! Brasil, se inicia com um "Tapete Vermelho Virtual", e mostrará teasers inéditos do reality e suas participantes. A programação ainda inclui músicas e rodas de discussão sobre moda, quarentena e universo LGBTQIA+, com a participação dos artistas e dos especialistas e convidados André Veloso, Lila Colzani e Alexandre Herchcovitch.

BORN TO FASHION

Quando: 13 de agosto, às 22h

Onde: Canal E!