Novo James Bond anima profissionais do cinema no festival CinemaCon

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Daniel Craig
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Um longo trecho do próximo "James Bond" apresentado nesta terça-feira (24) no festival CinemaCon em Las Vegas animou profissionais do setor, que buscam maneiras de reativar os cinemas, gravemente afetados pela pandemia da covid-19.

O clipe de nove minutos de "Sem Tempo Para Morrer", anunciado como a última aparição do ator Daniel Craig como Agente 007 e a 25ª edição da série, mostra Bond acordando após uma explosão em uma vila italiana, antes de entrar em várias perseguições de carros e motos.

O enredo da produção do estúdio MGM dá continuidade a "007 contra Spectre", de 2015, e lança dúvidas sobre a fidelidade da mais recente conquista romântica de Bond, Madeleine Swann, interpretada por Lea Seydoux.

O filme foi adiado várias vezes devido à pandemia e será lançado em Londres no dia 28 de setembro. Sua exibição será decisiva para o retorno do espectador às salas de cinema.

"Sabemos que parece muito tempo, mas foi importante lançar este filme para que o público pudesse ver James Bond novamente como deveria ser: na tela grande", disse Michael De Luca, um oficial sênior da MGM, aplaudido pelo proprietários de salas de reunião em Las Vegas.

Não houve menção à recente compra da MGM pela Amazon. Os produtores tradicionais dos filmes de James Bond, Barbara Broccoli e Michael G. Wilson, insistiram que os próximos episódios de 007 serão exibidos nos cinemas.

Mas a franquia de superespião foi considerada a joia da coroa do catálogo adquirido pela Amazon por 8,45 bilhões de dólares.

Apos ser cancelado no ano passado, o CinemaCon foi retomado apesar dos temores da variante Delta e com algumas ausências importantes. Ainda assim, os estúdios trouxeram grandes estrelas e prévias nunca antes vistas ao festival, que termina nesta quinta-feira, para impressionar os donos de cinemas.

Executivos reunidos no Caesar's Palace se mostraram otimistas com a reabertura de quase 90% dos cinemas dos Estados Unidos.

"A única maneira de criar uma franquia de filmes multimilionária é exibi-la primeiro nos cinemas", disse Adam Aron, presidente da gigante rede de cinemas AMC.

amz-ban/dax/pr/dg/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos