Novela 'Império', sucesso entre 2014 e 2015, retorna à programação da Globo nesta segunda

FERNANDA PEREIRA NEVES
·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A novela "Império", sucesso entre 2014 e 2015, retorna à programação da Globo hoje. Para o elenco, a novidade agradou, mas também trouxe tristeza. "A gente queria mesmo é entregar coisa nova", diz Alexandre Nero, que interpreta José Alfredo, o Comendador, seu primeiro protagonista. A trama de Aguinaldo Silva é a terceira reprise da faixa das 21h desde que as gravações de novelas foram suspensas pela emissora devido à pandemia da Covid-19. "Amor de Mãe" chegou a ser retomada, mas o agravamento da crise forçou uma nova parada. "A pandemia é isso, quem está bem é porque está mal-informado. Por isso, a volta de 'Império' é um misto de alegria e tristeza. Todos nós queremos entregar coisas novas, mas estamos impedidos pela incompetência de lidar com isso [pandemia]", afirma Nero. O ator, no entanto, brinca com seu personagem: "Vai ser bom me ver na novela, diferente do restante do elenco. Eu rejuvenesci de lá para cá, estou 10 kg mais magro", afirma ele, que usava maquiagem para parecer mais velho na trama. Com mais de 20 anos de carreira, foi em "Império" que Alexandre Nero fez seu primeiro protagonista, José Alfredo, conhecido como Comendador, que constrói um império a partir do contrabando de diamantes e vive cercado de ambiciosos e interesseiros. No elenco estão sua esposa e por vezes rival Maria Marta (Lilia Cabral), os três filhos do casal, José Pedro (Caio Blat), Maria Clara (Andreia Horta) e João Lucas (Daniel Rocha), além da primogênita que o Comendador descobre já adulta, Cristina (Leandra Leal). Lilia Cabral, que também estava nas outras duas novelas reprisadas no horário, afirma que a notícia de retorno de "Império" é um alento. "É uma oportunidade de se entreter apenas, sem se preocupar em acertar sua gravação no dia seguinte." A atriz Marina Ruy Barbosa, que deu vida a Maria Ísis, amante do Comendador, diz que a relação do casal pode ser vista de forma diferente pelo público agora. Ela mesma quer rever para saber se sua percepção será a mesma de sete anos atrás. "Meu interesse pelo empoderamento só cresceu de lá para cá e pode se expressar de muitas formas na vida de uma mulher. Muita coisa vai ser comentada e questionada [com a reprise], mas isso é bom. Estou doida para ver como vou enxergar agora", diz Marina. Independentemente da percepção que vier, Marina afirma que havia amor entre o casal. "Por mais que a gente veja de forma superficial, como a objetificação da mulher, ela sendo sustentada, não há dúvida de que existia amor, admiração entre os dois." Uma torcida por mudança já apareceu. O próprio ator Alexandre Nero afirma que tem se deparado com pedidos de pessoas para que o final de seu personagem seja alterado. "Não gostaram dele ter morrido." "Império" venceu o Emmy Internacional na categoria melhor novela em 2015. Essa foi a terceira obra de Aguinaldo Silva a levar o prêmio, atrás de "Roque Santeiro" (1985) e "Fina Estampa" (2011), essa última também reprisada pela Globo no ano passado.