Nova vacina pode prevenir acne, revela estudo

Getty Images

Seja você é adolescente ou adulto, lidar com a acne grave pode ser um aborrecimento.

Estudos têm demonstrado que a acne pode reduzir os níveis de autoestima de quem sofre desses problemas de pele, prejudicando a qualidade de vida.

Mas uma nova pesquisa acaba de dar esperança aos que sofrem de acne: uma vacina está em processo de desenvolvimento.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, San Diego, realizaram um importante estudo, descobrindo ser possível combater a toxina que é secretada pelas bactérias envolvidas na acne com um anticorpo específico.

Eles descobriram que isso também ajuda a reduzir a inflamação relacionada à acne.

Espera-se que a vacina seja uma forma de bloquear as bactérias que causam a acne, combatendo uma toxina que desencadeia a inflamação chamada Christie-Atkins-Munch-Peterson (CAMP).

No estudo, realizado em camundongos e células da pele coletadas de humanos, pesquisadores testaram a eficácia de uma série de anticorpos (proteínas do sistema imunológico) contra o CAMP.

E os resultados se mostraram promissores.

“Uma vez validado por um ensaio clínico de grande escala, o impacto potencial de nossas descobertas é enorme para as centenas de milhões de pessoas que sofrem de acne”, diz o pesquisador-chefe Chun-Ming Huang.

O tratamento seria uma forma de imunoterapia, essencialmente combatendo a acne de dentro do corpo, em vez de depender de antibióticos, tratamentos hormonais ou de remédios como o Roacutan, considerados os tratamentos mais comuns da acne.

“As atuais opções de tratamento muitas vezes não são eficientes ou toleráveis para muitos dos 85% dos adolescentes e mais de 40 milhões de adultos nos Estados Unidos que sofrem desta condição”, continua Huang.

“Terapias novas, seguras e eficientes são extremamente necessárias.”

O próximo passo é que os pesquisadores realizem um ensaio clínico em larga escala em seres humanos e confirmem que não haverá efeitos colaterais, mas as descobertas mais recentes, sem dúvida, oferecem esperança a muitas pessoas.

Rachel Hosie