Nova canção de Beyoncé representa "grande resignação" de geração de trabalhadores nos EUA

Beyoncé durante show em Cleveland

Por Sharon Kimathi

LONDRES (Reuters) - A popstar norte-americana Beyoncé Knowles-Carter surpreendeu seus fãs com o lançamento antecipado do single "Break My Soul", do álbum ainda não lançado "Renassaince", incendiando as redes sociais com música e letras que, segundo interpretações, tratam da raiva de trabalhadores com as atuais condições.

"Eu vou encontrar uma nova motivação/ droga, me fazem trabalhar tanto/ Às nove no trabalho, saio depois das cinco/ E forçam meus nervos, por isso não durmo à noite", canta a artista, que acrescenta "Acabei de pedir demissão".

Alguns comentários dizem que as palavras canalizam a "Grande Resignação" dos trabalhadores no período pós-pandemia, no qual empresas estão tendo dificuldades para encontrar funcionários.

"Beyoncé enxergou que é o verão do esgotamento da geração millennial, do revival dos anos 1990, e do orgulho queer, e resolveu que 'sim, eu consigo fazer uma canção sobre isso'", escreveu Patu Patel, editor-chefe da revista de música Pitchfork no Twitter.

A cantora não comentou o significado das letras.

O single foi escrito em parceria com o marido Sean Carter (Jay-Z) e utiliza samples do clássico dance dos anos 90 "Show Me Love", além de apresentar a música "Explode" da rapper norte-americana LGBT Big Freedia.

A canção estreou no Tidal, serviço de streaming do qual Jay-Z é co-proprietário, e foi lançada à meia-noite do dia 21 de junho em outros grandes serviços de streaming, com um vídeo com as letras da canção publicado no YouTube.

(Reportagem de Sharon Kimathi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos