Cesar Menotti e Fabiano se destacam em Barretos com sertanejo (quase) de raiz


Por Aline Vieira, direto de Barretos

O show da dupla Cesar Menotti e Fabiano nem aconteceu no palco principal da Festa do Peão de Barretos, mas contou com uma ajuda especial do público para fazer a noite de sexta (23) ser uma grande festa de sertanejo (quase) de raiz.

Leia também:
- Locutor de rodeio critica organização do evento para estádio lotado em Barretos
- Munhoz, da dupla Munhoz e Mariano, garante: 'Bebê? Nunca mais!'
- Luan Santana revela vontade de ter filme sobre a sua vida


Os cantores, muito simples e carismáticos ao extremo, não só cumpriram o horário do show, como também trouxeram para uma multidão, quase toda de fãs mais velhos, um sertanejo um pouco diferente dos vistos nas apresentações que aconteceram nos últimos dias em Barretos. "Como Um Anjo", "Esperando Na Janela" e "Do Lado Esquerdo" foram as primeiras. Com sanfona e viola dominando a noite, foi impossível não entrar no clima da festa.

A dupla cantou sucessos antigos, como "Me Apaixonei", do primeiro álbum, lançado em 2004, e novos hits, como "Não Era Eu", já estourada em todo o Brasil.



Fãs de sertanejo de raiz, Menotti e Fabiano ainda dedicaram boa parte da apresentação para homenagear seus ídolos. "Quero cantar uma de uma dupla de quem eu sou muito fã", disse Fabiano. Os sertanejos então cantaram "Você Vai Ver", de Zezé Di Camargo e Luciano.

A nostalgia não parou por aí. "Seria um desacato estar em Barretos e não cantar umas músicas moda raiz, umas músicas sertanejas de verdade. Aquelas que só caipira gosta", disse Fabiano. A dupla então sentou em banquinhos no centro do palco e cantou "Telefone Mudo" e "As Andorinhas", do Trio Parada Dura.