Cantora Whitney Houston morre aos 48 anos

Guilherme Barros e Thaís Pontes


De acordo com o site TMZ, a cantora americana Whitney Houston morreu na tarde desse sábado (11), no Hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, estado da California.

As causas da morte ainda são desconhecidas. O corpo de Whitney foi encontrado em seu quarto no hotel por um membro de sua equipe. Os paramédicos foram chamados e tentaram reanimar a cantora, que não respondeu e foi declarada morta às 15h55. Segundo o TMZ, a mãe de Whitney, Cissy Houston, e sua prima, Dionne Warwick, falaram com a cantora por telefone cerca de meia hora antes de sua morte e tudo parecia absolutamente normal. Funcionários do hotel relataram que a cantora festejou bastante com amigos na noite anterior.

O corpo de Whitney foi retirado por um veículo de investigação criminal. A cantora iria participar da festa pré-Grammy do produtor Clive Davis, que aconteceria na noite desse sábado em Beverly Hills.












Whitney foi vista em público pela última vez na quinta-feria à noite, em Hollywood, em uma festa. Na ocasião, ela subiu ao palco e fez uma pequena participação no show da cantora Kelly Price. Foi a última performance de Whitney:

















Whitney Houston ganhou dois prêmios Emmy  e seis prêmios Grammy. A cantora vendeu mais de 200 milhões de cópias ao longo de sua carreira. Seu maior sucesso foi com o álbum de "O Guarda Costas", que foi trilha do filme de mesmo nome, que a projetou ao lado do ator Kevin Costner. A música "I Will Always Love You" foi o single feminino mais vendido na história da música mundial.

A cantora teve uma filha, Bobbi Kristina, fruto de seu casamento com o cantor Bobby Brown, que também foi marcado por diversos escândalos. Whitney se separou de Bobby em 2007. Em entrevista, a cantora assumiu o consumo excessivo de álcool, maconha e cocaína. O final de sua carreira foi marcado pela luta contra a dependência química.

O site TMZ também foi o primeiro a publicar a morte do cantor Michael Jackson.