Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a segunda

Manifestante na Avenida Paulista neste domingo (Foto: AFP)

Celso de Mello compara Brasil à Alemanha de Hitler, Bolsonaro participa de ato em defesa de medidas inconstitucionais, Torcidas de futebol se unem em ato em defesa da democracia em São Paulo, PM: neonazistas causaram confusão na Paulista e Covid-19: Brasil bate 500 mil casos e supera 29 mil mortes

Confira o que você precisa saber para começar a segunda, dia 1º de maio de 2020:

Celso de Mello compara Brasil à Alemanha de Hitler

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), enviou mensagem a membros da corte alertando que a "intervenção militar, como pretendida por bolsonaristas e outras lideranças autocráticas que desprezam a liberdade e odeiam a democracia", nada mais é "senão a instauração, no Brasil, de uma desprezível e abjeta ditadura militar!!!!". LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro participa de ato em defesa de medidas inconstitucionais

Bolsonaro participou do ato sobrevoando com o helicóptero da Presidência. Do alto, acenou para os apoiadores. Após pousar, percorreu a pé o cercado onde se aglomeravam os manifestantes e montou sobre um cavalo de uma patrulha militar que fazia a segurança na área. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Torcidas de futebol se unem em ato em defesa da democracia em São Paulo

A manifestação, liderada por torcidas organizadas, se concentrou no vão livre do Masp e percorreu a avenida. Segundo a organização, o uso de máscara era obrigatório, mas alguns participantes descumpriram a norma. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

PM: neonazistas causaram confusão na Paulista

O protesto de torcidas organizadas em defesa da democracia, na Avenida Paulista (SP), terminou em confronto com apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e com a intervenção da Polícia Militar. Segundo o secretário-executivo da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, pessoas que portavam bandeiras neonazistas foram o estopim do tumulto nas manifestações. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Covid-19: Brasil bate 500 mil casos e supera 29 mil mortes

Com 16.409 novos casos, o Brasil superou neste domingo (31) a marca de 500 mil confirmações do novo coronavírus desde o início da epidemia no país, há pouco mais de três meses. LEIA A MATÉRIA COMPLETA