No Rock in Rio, Plutão Já Foi Planeta exalta o Nordeste e fala da morte de Ágatha

AMON BORGES
RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL - 29.09.2019 - 16h00: ROCK IN RIO. Show da banda Plutão Já Foi Planeta e Mahmundi no palco Sunset, no terceiro dia do festival Rock in Rio, realizado no parque olímpico, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A banda de Natal Plutão Já Foi Planeta abriu o terceiro dia de shows do Rock in Rio, no palco Sunset, neste domingo (29), às 15h30.

O grupo levou ao Parque Olímpico (zona oeste do Rio) seu indie com tons de pop rock na voz de Natália Noronha e contou com uma trégua da chuva, que tem caído na capital fluminense desde o primeiro dia de festival.

Na companhia da cantora Mahmundi, os novos representantes do cenário musical brasileira, ainda deram espaço a um hit de Alceu Valença.

"Viva o Nordeste, viva o Rio Grande do Norte", disse a vocalista após cantar "Anunciação".

Entre as canções autorais "O Ficar e o Ir da Gente" e "Viagem Perdida" figuraram no repertório da atração capixaba.

O clima sereno do grupo potiguar, que foi vice-campeão da edição 2016 do Superstar, da TV Globo, atraiu um bom número de espectadores para o horário --entre curiosos e fãs que cantavam as músicas de cor.

Ao fim da apresentação o telão mostrou números da violência no Rio e o dizer #AgathaPresente, o que levou o já tradicional grito em shows "E, Bolsonaro, vai tomar no cu".

Estão escalados para este domingo ainda no palco Sunset nomes como Jessie J, Iza com Alcione e Elza Soares.