No ar em 'Todas as Flores', Nicolas Prattes tenta fugir da pecha de galã

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Três anos. Esse foi o tempo que Nicolas Prattes, 25, teve para compor Diego em "Todas as Flores" (Globoplay), de João Emanuel Carneiro -personagem, aliás, escolhido pelo ator justamente por fugir do padrão galã que o acompanha desde que estreou na carreira, em 2015, em "Malhação" (Globo).

"Quando li o roteiro, vi que esse era um personagem muito desafiador, o mais real que já tinha chegado para mim", conta Nicolas. Ele estava cotado também pelo diretor artístico da trama, Carlos Araújo, para outro papel. "Não quis nem saber de mais nada" (risos).

Nicolas diz ter se apaixonado por Diego: "Ele tem essa coisa do brasileiro, de não desistir. Vai gerar muita empatia".

Um resuminho do personagem: trata-se de um jovem pobre que assume a autoria de um crime em troca de R$ 100 mil e um tempo curto na prisão. Passado para trás, ele vai em busca de vingança.

"Ele é um cara de boa índole, mas que vai passar por um conflito interno gigante em busca de reparação", reconhece. Ele, aliás, anda ansioso pela hora da virada do personagem. "Diego ainda vai criar muita casca antes de sair desse momento tão difícil. E podem esperar mais sofrimento", antecipa o ator.

"TODAS AS FLORES"

Onde Globoplay

Classificação 14 anos

Autor João Emanuel Carneiro

Elenco Regina Casé, Letícia Colin, Sophie Charlotte, Caio Castro, Nicolas Prattes e outros

Direção Luiz Antônio Pilar