Niterói instala placas com o nome de Paulo Gustavo em rua da cidade

·2 minuto de leitura
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 10/06/2013: O ator Paulo Gustavo no Cinemark do Shopping Eldorado. (Foto: Zanone Fraissat /Folhapress)
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 10/06/2013: O ator Paulo Gustavo no Cinemark do Shopping Eldorado. (Foto: Zanone Fraissat /Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Niterói (RJ) instalou na madrugada desta quinta (20) as 46 placas da rua Ator Paulo Gustavo, no bairro Icaraí. A homenagem ao comediante foi aprovada pela Câmara Municipal no dia 13 de maio, nove dias após a morte do artista. 

A via, uma das mais importantes da zona sul de Niterói, antes chamava rua Coronel Moreira César (1850-1897), em homenagem ao militar que participou da Guerra de Canudos. 

Leia também

"A mudança no nome da rua foi aprovada por 90% dos niteroienses em consulta pública com mais de 34 mil participantes", informa a prefeitura de Niterói. 

"Com esta homenagem, Niterói demonstra carinho, admiração e respeito por este artista que, em toda a sua trajetória, enalteceu nossa cidade com sua genialidade e talento", disse o prefeito Axel Grael (PDT). 

Além do nome de rua, Niterói, cidade onde Paulo Gustavo nasceu, prepara um circuito cultural e vai instalar uma estátua em homenagem ao artista, no Campo de São Bento. 

Grande parte das histórias de "Minha Mãe é Uma Peça", espetáculo teatral que virou série de filmes e livro, tem Niterói como cenário. Além disso, segundo a prefeitura, o ator ajudou muitas famílias da cidade durante a pandemia da Covid-19. 

Paulo Gustavo morreu aos 42 anos, vítima de complicações da Covid-19, após 53 dias de internação em um hospital do Rio de Janeiro. 

Em pouco mais de 15 anos, o ator saiu do anonimato para o posto de maior chamariz de público do cinema brasileiro. 

Paulo Gustavo recebeu um tributo também em São Paulo. O grafiteiro Paulo Terra criou um mural no Campo Limpo, na zona sul da cidade, em que o ator aparece ao lado de sua personagem mais famosa, Dona Hermínia, protagonista da trilogia "Minha Mãe É Uma Peça" e inspirada na mãe dele, Déa Lúcia.