Nicole Kidman é liberada de fazer quarentena em Hong Kong devido a série de TV

·1 minuto de leitura
Nicole Kidman posa para foto durante premiação em Santa Monica

HONG KONG (Reuters) - O atriz australiana Nicole Kidman foi liberada de fazer quarentena em Hong Kong na semana passada, confirmou o governo local, aparentemente, apesar de o centro financeiro asiático estar preparado para impor restrições de viagens mais rígidas da Covid-19, que entram em vigor a partir desta quinta-feira.

O governo da cidade não mencionou diretamente a estrela de Hollywood de 54 anos, mas disse que concedeu isenção da quarentena ao pessoal do cinema estrangeiro com "o propósito de realizar o trabalho profissional designado".

A isenção contrasta fortemente com as regras de entrada para residentes na pandemia, que são umas das mais rigorosas em todo o mundo, gerando críticas online de habitantes da região administrativa especial chinesa.

Muitos dos que viajam para Hong Kong precisam passar pela quarentena obrigatória de até 21 dias em um hotel, mesmo aqueles que estão vacinados. As medidas fizeram com que muitos moradores não pudessem visitar parentes e viajar para o exterior por quase dois anos.

"Portanto, temos moradores de Hong Kong que não podem voltar se não forem vacinados (e mesmo assim com 2 a 3 semanas de quarentena), mas Nicole Kidman pode simplesmente entrar assim? É absurdo!" disse um usuário do Twitter chamado @WhovianBooknerd.

Kidman está na ex-colônia britânica para filmar a série televisiva "The Expats" da Amazon, noticiou o portal de notícias online HK01. Ela foi vista fazendo compras e gravando depois de chegar de Sydney na semana passada, de acordo com o portal. Sem a isenção, a atriz teria que cumprir 7 dias de quarentena no hotel.

(Por Farah Master)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos