Netflix confirma segunda temporada de 'Bom Dia, Verônica', e Tainá Müller comemora

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 13.11.2019 - A atriz Tainá Müller. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 13.11.2019 - A atriz Tainá Müller. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Lançada há pouco mais de um mês, a série "Bom Dia, Verônica" (Netflix) já está programada para o catálogo de novidades de 2021. A plataforma de streaming confirmou nesta terça-feira (10) que a produção terá uma segunda temporada.

A atriz Tainá Mûller, 38, que vive na pele da personagem-título, uma escrivã disposta a fazer de tudo para ajudar vítimas da violência doméstica, conta que não poderia estar mais realizada com a notícia. "Minha felicidade é imensa de saber que a nossa série tocou as pessoas, que gerou tantos debates e que o pessoal pede para ver a continuação da trajetória de Verônica. Não vejo a hora de já entrar de cabeça e coração, com todo o meu ser, nessa segunda temporada", afirmou em nota.

Dirigida por José Henrique Fonseca, a série de suspense nacional é baseada na obra de Raphael Montes e Ilana Casoy, que lançaram o livro em 2016 sob o pseudônimo de Andrea Killmore. "Quando uma história nasce da literatura e chega a milhões de pessoas através do trabalho incrível de uma equipe, o sentimento de realização é enorme", disse Montes sobre a renovação da série.

O sucesso das prateleiras -o thriller vendeu 10 mil cópias em sua primeira tiragem- se repetiu no streaming. Apesar de ainda não divulgar a data para estreia da segunda temporada, a Netflix pode sentir a expectativa do público para a continuação da história que envolve Verônica.

Ao divulgar um vídeo nas redes sociais nesta terça, a empresa recebeu um feedback dos internautas e até mesmo de celebridades que acompanharam a série. "Obrigada", escreveu a atriz Maisa, 18, que agora é a mais nova contratada da Netflix. Tainá Mûller também deixou um breve comentário na publicação. "Só vem", escreveu a atriz.

Ilana Casoy, autora do livro homônimo e roteirista da série, ressaltou em nota: "As verônicas que vivem dentro de mim estão emocionadas por poderem contar suas histórias. As verônicas que vivem fora de mim agora tem voz".