Neste dia: a fofoca que inspirou " O Fantasma da Ópera"

·2 minuto de leitura
Phantom of the Opera mask on a dark gritty retro vintage steel bridge
O musical, inspirado por uma tragédia da vida real, tornou-se um dos shows mais antigos do West End. Foto: Getty Images

Ele tornou-se um dos musicais mais antigos do West End e é conhecido em todo o mundo, contudo, "O Fantasma da Ópera", que estreou em Londres há 35 anos em 9 de outubro de 1986, é mais do que apenas um show de ficção.

O musical foi inspirado em uma tragédia da vida real que aconteceu em um teatro de Paris, deixando uma pessoa morta. O incidente aconteceu em uma das casas de ópera de Paris, o Palais Garnier, durante uma apresentação da ópera Helle em maio de 1986.

Leia também:

Quando o primeiro ato terminou, um contrapeso de um lustre despencou sobre o teto e atingiu o público, ferindo várias pessoas e matando uma. A história inspirou Gaston Leroux, um jovem jornalista, que combinou a história com rumores de um fantasma vagando pela casa de ópera, para criar o Fantasma da Ópera.

Sua história sobre um homem desfigurado que se esconde e fica à espreita na casa de ópera, aterrorizando todos dentro dela, foi publicada pela primeira vez como uma série no Le Gaulois, de 23 de setembro de 1909 a 8 de janeiro de 1910, e depois foi lançada de forma completa no final de março de 1910 por Pierre Lafitte.

Em 1922, Leroux deu uma cópia ao chefe da Universal Pictures enquanto ele estava visitando Paris. Isso levou à adaptação do romance para o cinema de terror mudo americano em 1925, dirigido por Rupert Julian e estrelado por Lon Chaney.

A história original de Leroux inspirou peças, filmes e o musical de Andrew Lloyd Webber, que se provou ser um sucesso de gerações, muitas das quais desconhecem totalmente a tragédia que o inspirou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos