Neste ano novo, simpatias para dinheiro são mais populares que para amor

32% dos brasileiros pretendem fazer algum tipo de simpatia na virada do ano (Foto: AP Photo/Leo Correa)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Outras simpatias populares são para conseguir emprego e pagar dívidas

  • Informações são de pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC)

Na virada do ano para 2020, o brasileiro sabe bem o que quer: mais dinheiro. A informação é de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), que entrevistou 686 pessoas sobre as simpatias que vão fazer no réveillon.

Ganhar mais dinheiro é o alvo das superstições de 16% dos brasileiros, de acordo com o levantamento. Encontrar ou manter um amor está em segundo lugar, mas bem atrás do primeiro colocado, com 6%.

Outros desejos populares também envolvem a conta bancária dos entrevistados, como pagar as dívidas (6%), conseguir um emprego (5%) e comprar um carro (3%). Os brasileiros também vão contar com as simpatias para emagrecer (4%) e curar doenças (1%).

32% da população do Brasil pretende fazer alguma simpatia neste réveillon.

“Realizar simpatias no ano novo pode ser uma forma interessante de traçar metas e concentrar energias para realizá-las. Mas é importante perceber que, no caso dos objetivos financeiros, a melhor estratégia é sempre o planejamento", conta ao G1 o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

O levantamento também aponta que, mesmo querendo mais ganhar dinheiro em 2020, a maioria dos brasileiros não está disposta a abrir mão das tradicionais roupas brancas na virada do ano. 37,1% dos entrevistados vai vestir a cor da paz, enquanto apenas 6% pretende ir de amarelo. A cor que, de acordo com a superstição, atrai dinheiro será a terceira mais usada na data, atrás do azul (8%) e na frente do vermelho (3%).

O SPC constatou, também, que a maioria dos brasileiros (54%) pretende receber o ano novo com roupas novas, com um gasto médio de R$ 213,39.

28,2% dos entrevistados pretendem passar a virada na própria casa, e 19,9% na casa de parentes ou dos pais. 13,5% vão viajar, e 9,7% passarão o réveillon na igreja.

A pesquisa foi feita pela internet nas 27 capitais brasileiras, entre os dias 7 e 12 de outubro.