Negra Li: "Eu sempre me senti muito pressionada a falar sobre racismo"

A cantora e atriz compara o movimento antirracismo atual e de quando começou a carreira. "Por muito tempo eu me calei, muita gente acha falo pouco, que eu não me coloco, é medo. Eu vim de uma época diferente de agora, da internet, desse monte de informação. Tinha muito medo de errar. Quando comecei a ir para televisão eram tão poucas negras ali que falei 'não quero errar, não vou ficar falando de racismo para continuar, vou só sorrir e está tudo certo'. Por muito tempo eu vivi assim para me conservar, não é fácil ser pioneira em alguma coisa".