Negócio do sexo: Amsterdã removerá prostitutas de suas famosas vitrines

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Pôsters em Amsterdã. (Foto: Robin Utrecht/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Pôsters em Amsterdã. (Foto: Robin Utrecht/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

A câmara municipal de Amsterdã, na Holanda, decidiu que removerá do centro da cidade as vitrines onde atualmente prostitutas exibem seus corpos para atrair clientes.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

As informações são de reportagem do portal de notícias UOL.

Leia também:

Segundo o texto, a ideia é construir um novo “centro de prostituição”, mas afastado do centro da cidade. O futuro lugar ainda não foi definido.

A decisão de fechar o famoso “distrito da luz vermelha”, perto do porto de Amsterdã, veio de alas conservadoras que desejam “remodelar” a forma de turismo da cidade.

Grupos de apoio ao distrito como existe hoje argumentam que a mudança poderia dificultar a vida das prostitutas, que encontram nesse trabalho uma forma de se sustentar.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube