Nego do Borel é expulso de "A Fazenda 13"

Momento em que Nego do Borel entra no closet, em
Momento em que Nego do Borel entra no closet, em "A Fazenda 13". Foto: reprodução/RecordTV

Resumo da notícia

  • Nego do Borel foi expulso de "A Fazenda" neste sábado (25)

  • Funkeiro foi acusado de forçar sexo com Dayane Mello, que estava bêbada, após festa

  • Cantor está sendo investigado por suspeita de estupro de vulnerável

Nego do Borel foi expulso de "A Fazenda 13" neste sábado (25). A informação foi confirmada oficialmente no início da noite pela própria assessoria do artista. A decisão da emissora foi tomada após a grande repercussão dos acontecimentos da madrugada, quando o cantor foi acusado de forçar sexo com Dayane Mello, que estava visivelmente bêbada.

O funkeiro é investigado por suspeita de estupro de vulnerável, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado.

Leia também:

"A assessoria imprensa de cantor Nego do Borel informa oficialmente a saída do cantor do reality 'A Fazenda'. A equipe jurídica do artista se encontra neste momento em contato com a equipe jurídica da emissora para apurar todas as informações e se pronunciará hoje ainda, quando tiver maiores detalhes. Deixamos claro que somos a favor de que a justiça seja feita e por pedimos para que evitem julgamentos sem provas ou baseados em pequenos recortes da internet", diz a nota.

Mais tarde, a Record TV, que havia afirmado que estava apurando o caso internamente e prometeu um pronunciamento oficial durante o programa ao vivo. também divulgou um comunicado sobre a saída do participante.

Momento em que Nego do Borel entra no closet, em
Momento em que Nego do Borel entra no closet, em "A Fazenda 13". Foto: reprodução/RecordTV

"A Record TV informa que desde a manhã deste sábado, 25 de setembro, trabalha na apuração criteriosa em relação aos acontecimentos desta última noite no reality 'A Fazenda' envolvendo o Nego do Borel e Dayane Mello. Uma equipe multidisciplinar cuidou da análise de todo o material gravado, além de aguardar pelo despertar da Dayane e dos demais peões para juntar mais elementos, falas e depoimentos que pudessem amparar a decisão a ser tomada", afirma a emissora.

Na nota, o canal falou sobre o suporte dado à modelo e manteve o compromisso de abordar o assunto na edição deste sábado. "Além do atendimento psicológico, Dayane passou por uma entrevista completando os elementos primordiais para uma tomada de decisão justa. Diante dos fatos apurados, a direção da Record TV decidiu pela retirada do Nego do Boreal da competição. Todos os detalhes serão esclarecidos ao público no programa deste sábado", encerra.

Pressão do público e dos patrocinadores

De acordo com o colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, a saída do funkeiro não foi uma escolha unânime na alta cúpula da emissora, mas a pressão do público e dos patrocinadores pesou para o resultado.

Um dos investidores, a Aurora Alimentos, chegou a cobrar publicamente uma solução para o caso, e o assunto "Estupro na Record" ficou o dia inteiro entre os assuntos mais comentados do Twitter.

À tarde, após o caso ganhar repercussão nas redes sociais, Dayane foi chamada para uma conversa com a produção da Record, mas sua equipe, que foi até a sede do programa, ainda não teve acesso à modelo.

A equipe jurídica da participante chegou a sugerir, via rede social, uma videochamada monitorada, já que o contato presencial está restrita, devida às restrições dos protocolos de segurança contra a Covid-19.

Os times dos demais participantes do reality show demonstraram apoio a Dayane e lembraram que "violência sexual" não é entretenimento.

Galisteu diz que não compactua com abuso

No Instagram, a apresentadora do reality, Adriane Galisteu afirmou que ela e a Record TV não compactuam, "em hipótese alguma, com nenhum tipo de abuso, assédio, racismo, machismo, violência, discriminação ou preconceito contra a mulher ou qualquer outro gênero!".

Segundo ela, a equipe do programa está acompanhando tudo desde as primeiras horas do dia, junto com o corpo jurídico da emissora e a direção da atração "para apuração rigorosa e total esclarecimentos dos fatos!". Ela também ressaltou que Dayane foi ouvida por psicólogos e pela direção-geral depois do ocorrido.