Natuza Nery se emociona ao comentar crise em Manaus na GloboNews

Giselle de Almeida
·3 minuto de leitura
A jornalista Natuza Nery se emocionou ao falar sobre o colapso na saúde em Manaus. Foto: reprodução/GloboNews
A jornalista Natuza Nery se emocionou ao falar sobre o colapso na saúde em Manaus. Foto: reprodução/GloboNews

O colapso da saúde em Manaus, que indignou muitos brasileiros, levou a jornalista Natuza Nery às lágrimas durante uma participação ao vivo no “Edição das 18h”, da GloboNews, na última sexta-feira (15). Numa conversa com a apresentadora Aline Midlej, ela se emocionou e precisou interromper a análise sobre a situação na capital amazonense, onde pessoas estão morrendo por falta de oxigênio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Desculpa, Aline, estou tão destruída mesmo que não dei ‘boa noite’. Preciso respirar”, disse, com a voz embargada.

Leia também:

Aline foi solidária à colega e deu um tempo para que ela pudesse se recompor. “É duro, Natuza. É uma realidade tão brutal, tão surreal, que a gente precisa de um tempo para entender que isso está acontecendo no país, com pessoas como nós, brasileiros como nós. Então, assim, todo o nosso amor para você e a nossa gratidão por sua sensibilidade, porque faltou isso por parte das nossas autoridades”, afirmou a apresentadora.

Natuza enxugou as lágrimas e pediu desculpas pela reação emocionada. Em seguida, criticou a gestão de Jair Bolsonaro para solucionar a crise.

“Queria focar numa frase do presidente que ele diz assim: ‘A gente está sempre fazendo o que tem que fazer’. É curioso porque eu não achava que o governo federal tinha que voltar a tributação de cilindro. Não achei que o governo tinha que encorajar que as pessoas se aglomerassem como reiteradamente foi feito durante todo esse período. Eu não achei que o Ministério da Saúde tinha que ficar ausente e gozar de uma incompetência sem tamanho durante todo esse período”, disse.

A jornalista citou ainda outras medidas que contribuíram para o agravamento da pandemia de Covid-19 no país, que já soma mais de 200 mil mortos pela doença.

“Não achei que o Ministério da Saúde pudesse dizer de viva voz que é preciso que se recomende remédio que não tem comprovação científica. Eu não imaginei que o Ministério da Saúde tivesse que autorizar um protocolo para o uso da cloroquina, protocolo esse que inclusive acabou sendo responsável pela demissão de dois ministros da Saúde num primeiro momento no pico da pandemia lá atrás. Não achei que o governo tivesse que ser negacionista. Portanto eu achei que a declaração desse presidente é uma declaração falsa”, analisou.

Nas redes sociais, o choro de Natuza Nery gerou comoção e angariou o apoio de muitos internautas, que se identificaram com a reação da jornalista.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube