Jesus adolescente vai a bordel no especial de Natal do Porta dos Fundos

·2 min de leitura
Novo especial de Natal do Porta dos Fundos entra no ar em dezembro (foto: Divulgação)
Novo especial de Natal do Porta dos Fundos entra no ar em dezembro (foto: Divulgação)

Resumo da Notícia:

  • O Especial de Natal do Porta do Fundos contará a adolescência de Jesus em animação 

  • Jesus Cristo é mostrado como um adolescente que quer se enturmar e vai até um bordel

  • "Te Prego Lá Fora" chega à plataforma de streaming no dia 15 de dezembro

O Porta dos Fundos está perto de viver uma nova polêmica com seu tradicional especial de Natal. Neste ano no Paramount+, o filme será em animação e contará como teria sido a adolescência de Jesus de Nazaré e suas descobertas. O programa entra em cartaz no dia 15 de dezembro. 

Chamado de “Te Prego Lá Fora”, o filme mostrara como ele construiu relações com colegas da Escola Municipal Eva e Adão para cursar o Ensino Médio. “Sempre quisemos fazer uma animação. A pandemia fez desse desejo uma necessidade, afinal, desenho não passa vírus", declarou Fábio Porchat, um dos roteiristas do projeto e ator do Porta dos Fundos, ao O Globo.

Com os novos amigos, o jovem Jesus não quer se seus colegas de turma descubram que ele é o Salvador e para tal vai se comportar como os colega e conhecer um bordel. Segundo informações de Leo Dias, o filho Dele chega a citar o pai ao chegar no local: “Isso não é de Deus”. O período não é retratado na Bíblia e é de livre interpretação do grupo.

Em 2019 a produtora chegou a ser processada por entidades religiosas após exibir um Jesus gay no especial de Natal de 2019, que foi ao ar pela Netflix. Em “A Primeira Tentação de Cristo”, o personagem vivido por Gregorio Duvivier namora Orlando (Fábio Porchat).

Após algumas audiências, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) julgou improcedente o pedido da entidade cristã de indenização contra a Netflix. Eles pediam R$ 1 bilhão por danos morais e que a obra fosse retirada do ar, já que está disponível para 190 países e territórios. A parte derrotada ainda pagou as custas da ação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos