Nascido meses após morte de Daniela Perez, filho de Guilherme de Pádua vive em Ipanema

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Cinco meses após participar do assassinato da atriz Daniella Perez, em dezembro de 1992, Paula Thomaz deu à luz um menino. Fruto de seu casamento com Guilherme de Pádua, coautor do crime, ele foi batizado de Felipe e hoje está com 29 anos. O que mais se sabe sobre ele? Pouco.

Felipe foi criado pela mãe até 18 meses de vida, enquanto ela cumpria pena em um presídio em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Segundo o jornal Extra, Paula só voltou a conviver com o filho quando conquistou a liberdade condicional, depois de passar seis anos encarcerada. Felipe foi criado e adotado pelo marido de Paula, um advogado, com quem ela teve mais dois filhos.

Ele não tem contato com o pai biológico e mora em Ipanema, na zona sul do Rio, não muito longe do resto da família, que vive no bairro vizinho de Copacabana. Ex-sócio de uma empresa de serviços de internet, Felipe é próximo da mãe e usa o sobrenome do padrasto.

A história do assassinato de Daniella Perez está sendo contada em "Pacto Brutal: O Assassinato de de Daniella Perez", série documental da HBO Max assinada por Tatiana Issa e Guto Barra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos