Nasa busca momento Irmãos Wright com voo de helicóptero em Marte

Steve Gorman
·2 minuto de leitura
Imagem de Marte

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - A Nasa espera conseguir um momento Irmãos Wright no Século 21 na segunda-feira ao tentar lançar a miniatura de um helicóptero sobre a superfície de Marte, no que seria o primeiro voo motorizado e controlado de uma aeronave em outro planeta.

Conquistas marcantes em ciência e tecnologia podem parecer banais pelas medições convencionais. O primeiro voo controlado dos Irmãos Wright de um avião motorizado, perto de Kitty Hawk, Carolina do Norte, em 1903 percorreu apenas 37 metros em 12 segundos.

Uma estreia modesta também está reservada para o helicóptero Ingenuity da Nasa, com dois rotores e movido a energia solar.

Se tudo correr como o planejado, o equipamento de 1,8 kg subirá lentamente a uma altitude de três metros acima da superfície marciana, pairará no lugar por 30 segundos e girará antes de descer, suavemente pousando em suas quatro pernas.

Embora as métricas em si pareçam pouco ambiciosas, o “campo de ar” do teste interplanetário será de 278 milhões de quilômetros da Terra ao fundo de uma vasta bacia marciana chamada Cratera de Jezero.

O sucesso da missão depende do Ingenuity executar instruções de voo pré-programadas usando um piloto autônomo e um sistema de navegação.

"O momento que nossa equipe estava esperando está quase aqui", afirmou a diretora do projeto do Ingenuity, MiMi Aung, em uma entrevista recente no Laboratório de Propulsão de Foguetes (JPL, sigla em inglês), perto de Los Angeles.

A própria Nasa está relacionando o experimento ao feito dos Irmãos Wright, 117 anos atrás, ao homenagear o modesto, mas monumental primeiro voo colocando uma pequena faixa de tecido da asa do Flyer original de Wright sob o painel solar do Ingenuity.

O helicóptero robô foi carregado ao planeta vermelho na barriga da cápsula Perseverance, um laboratório de astrobiologia móvel que aterrissou em 18 de fevereiro na Cratera de Jezero após uma viagem de quase sete meses pelo espaço.

Embora o voo teste do Ingenuity deva começar por volta de 3h30, horário da Costa Leste dos Estados Unidos (4h30 de Brasília), da segunda-feira, os dados confirmando o resultado não devem chegar ao controle de missão do Laboratório antes de 6h15 (7h15 de Brasília), na segunda-feira.

A Nasa também espera receber imagens e vídeos do voo.

Se o teste for bem sucedido, o Ingenuity fará outros voos, mais longos, nas próximas semanas, embora precise descansar entre quatro e cinco dias para recarregar suas baterias.

Perspectivas de voos futuros dependem em grande parte de um pouso seguro na primeira vez.