Número dois da Casa de Rui Barbosa é exonerada

MÔNICA BERGAMO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A servidora Lucia Maria Velloso de Oliveira foi exonerada do cargo de diretora-executiva da Fundação Casa de Rui Barbosa. A informação foi publicada no Diário Oficial nesta quinta (16).

Lucia era a número dois da instituição. Nos afastamentos e vacâncias da presidência da instituição, é o diretor-executivo que assume.

A interlocutores, Lucia afirmou que soube de sua exoneração a partir da publicação no Diário Oficial —ela trabalhou na instituição por 26 anos. Em seu lugar, foi nomeado Ronaldo Leite Pacheco Amaral.

Na semana passada, a presidente da fundação, Letícia Dornelles, afastou de seus cargos cinco pesquisadores que eram considerados a "alma" da fundação. Eles também não foram avisados de que seriam afastados de seus cargos e obtiveram a informação após a publicação das medidas no Diário Oficial.

Na quarta (15), o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, reverteu a indicação do cientista político Christian Lynch para um cargo de chefia da fundação por conta de críticas que Lynch fez ao governo Jair Bolsonaro.

A indicação tinha sido divulgada na quarta-feira (15) no perfil oficial do Twitter de Letícia Dornelles, acompanhada de uma foto dela com o cientista político —a publicação posteriormente foi apagada.

Questionada sobre o motivo da exoneração, Letícia, via assessoria de imprensa, disse que é um cargo de confiança e que a equipe está "sendo formada em acordo com a Secretaria Especial da Cultura".