'Não vou ser diferente porque tenho que ser a mulher certinha do presidente', diz Janja

Janja da Silva credit:Bang Showbiz
Janja da Silva credit:Bang Showbiz

Janja Silva prometeu permanecer fiel às suas raízes agora que se tornou primeira-dama do Brasil.

Rosângela Silva, popularmente conhecida como Janja, ganhou holofotes ao redor do mundo no último domingo (1), quando seu marido, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tomou posse em Brasília.

Apesar dos protocolos e das limitações que acompanham o cargo de primeira-dama, Janja, 56, garantiu que não será reduzida ao papel de "mulher certinha do presidente".

"Sou deste jeito: muito expansiva. Converso, canto, danço sozinha em casa. Não vou ser diferente porque tenho que ser a mulher certinha do presidente da República. Tenho uma história de vida que me dá condições para discutir algumas coisas. Se tem pessoas que acham que eu não estou no meu lugar, ok, não tem problema. Podem fazer críticas. O que precisa ter é diálogo e respeito com quem pensa diferente", pontuou Janja em entrevista exclusiva à Vogue.

Ainda na conversa com a publicação, a socióloga afirmou que o livre arbítrio impera em sua relação com Lula.

"Em primeiro lugar, quem decide o que, como e com quem eu falo sou eu. Em segundo lugar, vem a pessoa que poderia ser atingida por isso, que é meu marido. Ele me dá total liberdade. Sei muito bem quais são os meus limites", finalizou Janja.