'Não quero morrer', desabafa jornalista com câncer terminal após arrecadar R$ 42 milhões

Deborah James credit:Bang Showbiz
Deborah James credit:Bang Showbiz

A jornalista britânica Deborah James abriu o coração sobre como está se sentido desde que passou a receber cuidados paliativos em meio à sua dura batalha contra um câncer de intestino.

A apresentadora de um podcast da BBC, de 40 anos, escreveu uma mensagem emocionada nas redes sociais, em maio deste ano, para revelar que, após seis anos lutando contra a doença, ela havia decidido encerrar seu tratamento, pois "seu corpo simplesmente não aguentava mais lutar".

Ainda na postagem, Deborah pediu a seus seguidores que fizessem uma doação à fundação 'Bowelbabe' - a qual, desde então, já arrecadou £6.735.000 [R$ 42 milhões, em conversão atual].

Condecorada pela rainha Elizabeth

Em entrevista ao jornal 'The Sun', Deborah - que foi condecorada pela rainha Elizabeth após a notícia ganhar repercussão internacional -, admitiu que sente raiva da doença cruel. "Morrer é imensamente difícil. Fui tomada pela raiva esta semana. Com toda sinceridade, eu estava insuportável. Eu continuo gritando com as pessoas e as afastando de mim. Estou triste pelo que está acontecendo comigo. Eu não quero morrer", desabafou a ativista.

"Não há maneira certa ou errada de morrer. Estou tentando fazer as coisas do meu jeito. Estou frustrada com minha situação, porque não quero morrer. Acho que nunca vou aceitar isso de verdade. [Os médicos] me deram de alguns dias a uma semana de vida quando saí do hospital. Mas ainda estou aqui. Eu realmente não acredito que isso está acontecendo. Parece uma piada de mau gosto. Ver a morte do meu corpo é muito, muito triste", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos