Não estou preparada para ser odiada, diz Regina Casé sobre estreia como vilã

*Arquivo* Rio de Janeiro, RJ, 10.10.2019 - A atriz Regina Casé.  (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*Arquivo* Rio de Janeiro, RJ, 10.10.2019 - A atriz Regina Casé. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - É um mix de sentimentos. Ao mesmo tempo em que está empolgada com sua próxima personagem, Regina Casé anda assustada com o que vem por aí. Logo depois da chuva de amor que recebeu do Brasil inteiro pela interpretação de Lurdes, a batalhadora e admirável mãe de família de "Amor de mãe", ela agora prepara-se para viver sua primeira - e malvadíssima - vilã.

A crueldade de Zoé da Cruz, sua personagem em "Todas as Flores", parece não ter limites - ela chega ao ponto de rejeitar e praticar bullying contra a própria filha, Maíra (Sophie Charlotte), que é cega. "Parece que ela é uma monstra (risos)", disse Regina à reportagem.

Autor da novela, prevista para estrear em outubro no Globoplay, João Emanuel Carneiro telefona com frequência para a atriz. "Acho que ele escreve e fica com a consciência pesada sobre as vilanias, e aí me pergunta se estou preparada para ser odiada pelo público. Não estou!", brinca. "Nunca fiz uma vilã na vida e isso está me animando bastante, mas realmente me assusta", admite.

Segundo Regina, a crueldade de Zoé não vai se restringir à filha cega. Maldades variadas e comentários impiedosos serão distribuídos a torto e a direito entre os personagens com quem ela contracenar na novela. O elenco conta ainda com Nicolas Prates, Cláudia Abreu, Humberto Carrão, Ana Beatriz Nogueira, Caio Castro e Chico Diaz.

As primeiras cenas começam a ser gravadas no final de julho, contou a atriz, pouco antes do início das gravações do DVD de Alcione, em comemoração aos 50 anos de carreira da cantora. O show aconteceu neste domingo (5), no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. "Amo a Marrom", declarou-se Regina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos