'Não é justo', diz Diogo Mussi sobre relação fragilizada com Rodrigo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diogo Mussi falou nesta segunda-feira (25) sobre sua relação com o irmão, Rodrigo Mussi. Ele e o ex-BBB estão bloqueados nas redes sociais um do outro, após Diogo acompanhar e divulgar a recuperação de Rodrigo, que sofreu um grave acidente de carro em março deste ano.

"Eu fantasiei algumas situações comigo, Rodrigo, Rafael e meu filho. Achava que poderia ter uma mudança drástica em relação à família, a ele se relacionar, mas não aconteceu. Falei 'se ele não quer ter uma relação de irmão, vamos ver se ele me ajuda profissionalmente'", começou ele, em entrevista ao Link Podcast.

"Agora eu tenho um filho, tenho que garantir o futuro dele. Mas [para Rodrigo] nunca é o momento. Não dá? Desejo sorte para ele, que ele fique milionário e arrebente, porque ele tem potencial, é um cara muito bonito e carismático. Não adianta uma relação de mão única", completou.

"Ele mesmo fala 'abençoado para abençoar'. Então, faz isso. Ele postou que os fãs fizeram mais por ele do que a família. Isso me atingiu, porque ele sabe o que fiz por ele. Não é justo comigo". O advogado ainda contou que os dois haviam se desentendido após a saída de Rodrigo do BBB (Globo), e que ele havia o convidado para o jogo do São Paulo, na noite do acidente.

"A última vez que o vi foi no hotel [depois da eliminação]. A gente teve uma discussão e eu preferi me afastar. Tinha a ver com relação. No dia do jogo, ele aparece e me chama para ir. Falei 'minha mulher está grávida e pode ter filho a qualquer momento'. A questão da relação sempre foi difícil", relembrou.

Diogo contou que disse "eu te amo" para o irmão enquanto ele estava no hospital, e que, após sua recuperação, fez um almoço para ele e seu outro irmão. Ele comenta que na celebração, os irmãos tiraram uma foto com Luca, seu filho de 3 meses, e que Rodrigo foi o único que não postou.

"Por quê? Para quê? Isso é promoção? Não, isso é mostrar carinho. Ele tem o jeito dele, e acho que criou um bloqueio familiar. Não acho que ele é uma pessoa ruim, ele é do bem, mas essa questão familiar pega", acrescenta Diogo, que ainda afirma que Rodrigo viu o sobrinho apenas duas vezes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos