Rap e Trap se firmam na cena do Brasil com REP Festival esgotado no Rio de Janeiro

REP Festival levou 80 mil pessoas por dia ao Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro (foto: reprodução / instagram @asfotosdejoao)
REP Festival levou 80 mil pessoas por dia ao Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro (foto: reprodução / instagram @asfotosdejoao)

Resumo da Notícia:

  • REP Festival reuniu os maiores nomes da cena rap e trap do Brasil no Parque dos Atletas, no Rio

  • Mais de 80 mil pessoas por dia curtiram três palcos e mais de 50 artistas durante os dois dias

  • Luísa Sonza, Anitta, Gabi Melim, Gloria Groove curtiram o evento que teve Manu Maia como RP

Se você não sabe quem é Xamã, Matuê, Baco Exu do Blues, Djonga, BK’, Filipe Ret, L7nnon, Black Alien Costa Gold e Cynthia Luz e mais uma série de artistas deste ritmo não está ouvindo o que faz sucesso no Brasil hoje. O rap e o trap tem espaço próprio no cenário e a prova é o REP Festival esgotado no Rio de Janeiro.

Com mais de 30 horas de som, dois dias de evento e ingressos esgotados, o festival mostrou que os ritmos ainda ignorados da cena têm seu espaço, valor e fãs para lotarem o Parque dos Atletas. O local no Rio de Janeiro abrigava o Rock in Rio até 2015 e abriga grandes eventos da cidade com capacidade para 100 mil pessoas por dia.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ao todo, três palcos ocuparam uma área de 150 mil metros quadrados para dar conforto e espaço para os amantes do rap e trap aproveitarem como nunca antes os cerca de 50 artistas que se apresentaram. A realização foi da Rep Union, agências À Vera e Sommar e patrocínios de Tiger e Kenner.

“Estou muito feliz e orgulhoso de ter acreditado neste movimento há quase 10 anos. Hoje, estamos construindo mais um degrau nesta jornada”, afirma o produtor Fabrício Stoffel, fundador do REP Festival e sócio da Rep Union.

Romulo Groisman, sócio da À Vera e realizador do festival, celebra o crescimento dos ritmos. “O crescimento demonstra não apenas o crescimento do rap no Brasil, mas também a expectativa pelo retorno dos grandes eventos, após o período mais crítico da pandemia, principalmente pelo público mais jovem''.

O cantor mais ouvido do Brasil é um rapper: Xamã. Com cerca de 10 milhões de ouvintes mensais no Spotify, impulsionado pelo sucesso de “Malvadão 3”, ele lidera há mais de um mês o Top 50 da plataforma e é o único representante brasileiro no Top 50 Global.

Público estrelado

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Além dos artistas no line-up, Luísa Sonza, Anitta, Gabi Melim e Gloria Groove foram alguns das famosas que subiram ao palco para se divertirem com os amigos. Xamã, L7NNON e MC Maneirinho levantaram o público após horas de shows ao cantarem Debochando da Mídia (Prod. Ian Girão) já de manhã.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na plateia, Manu Maya convidou famosos para curtirem as duas noites do evento. Na lista VIP estavam Nando Rodrigues, Felipe Roque, Gabigol, Ricky Tavares, Juliana Xavier, Mari Queiroz, Camila Mayrink, Mel Maia e diversos influenciadores que fizeram o evento bombar nas redes sociais e saírem da bolha.