Museu da Diversidade Sexual vai reabrir com mostra sobre drag queens em SP

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2018 - Franco Reinaudo, diretor do Museu da Diversidade Sexual, e o escritor João Silvério Trevisan na abertura da exposição
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2018 - Franco Reinaudo, diretor do Museu da Diversidade Sexual, e o escritor João Silvério Trevisan na abertura da exposição

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Governo do Estado de São Paulo afirmou que o Museu da Diversidade Sexual, dedicado à cultura e memória LGBTQIA+, vai reabrir nesta sexta-feira (2) depois de quatro meses fechado após uma decisão judicial.

O Museu da Diversidade Sexual, em São Paulo Divulgação O Museu da Diversidade Sexual, em São Paulo **** Num despacho, o desembargador Carlos Otávio Bandeira Lins havia determinado a suspensão, agora revertida, do contrato com o Instituto Odeon, questionando a regularidade do contrato vigente até o momento.

Com isso, o museu teve um vácuo em sua gestão, sendo forçado a paralisar as atividades. Em maio, a Bancada Feminina do PSOL chegou a protocolar uma ação popular, pedindo a reabertura do Museu da Diversidade Sexual.

O espaço cultural agora reabre ainda gerenciado pelo Odeon com a mostra "Duo Drag", com fotografias de cinquenta drag queens feitas por Paulo Vitale.

Segundo o governo do estado, a exposição quer ressaltar a importância dessas artistas para a cena cultural paulistana. Drag queens que trabalham desde os anos 1980 estão retratadas na exposição, com nomes como Silvetty Montilla e Marcia Pantera.

ENTENDA A CRISE NO MUSEU

A decisão da Justiça se suspender o contrato se deu após manifestação, em abril deste ano, do deputado estadual conservador, Gil Diniz, do PL, conhecido como Carteiro Reaça. No total, foram repassados R$ 30 milhões para a gestão de cinco anos do museu, que tem o objetivo de celebrar a cultura LGBTQIA+.

Na época, foram alocados R$ 9 milhões para a ampliação e o custeio do funcionamento do espaço no primeiro ano, de acordo com o governo. Totalmente subterrâneo, o museu teria, com as obras, parte da estrutura na superfície, e sua área sairia de cem metros quadrados para 540 metros quadrados.

A expansão permitiria exposições multimídias de longa duração, além de uma nova sede, na alameda Santos, de 2.000 metros quadrados. O deputado questionou os valores que seriam empenhados, acionando a Justiça, em dezembro do ano passado.

DUO DRAG

Quando Abertura em 2/9. Ter. a dom.: 10h às 18h

Onde Museu da Diversidade Sexual - Estação República do Metrô, piso Mezanino, República, São Paulo

Preço Gratuito