Murilo Huff diz que estranhou reação do público sobre guarda de filho com Marília Mendonça

Murilo Huff voltou a falar sobre a guarda de Léo, seu filho com Marília Mendonça. Pouco após a morte da cantora, ficou decidido que o sertanejo teria guarda compartilhada com Ruth Moreira, mãe de Marília. Em papo com o "Metrópoles", Murilo explicou que até agora não entendeu porque o público ficou surpreso com a guarda compartilhada.

"Nunca passou pela minha cabeça fazer algo diferente. Até estranhei o espanto das pessoas, porque pra mim é muito óbvio. O Léo já morava com a avó e a Marília, não morávamos juntos. Moro a cinco minutos da casa dela, eu estava lá todos os dias, dormia lá um dia sim, um dia não, daí a Marília dormia na minha casa, a gente sempre revezava", explicou.

Murilo também explicou que sua relação com Ruth melhorou, e que ambos querem o melhor para Léo. "Estamos juntos pelo mesmo objetivo. Nós dois queremos a mesma coisa, que é criar ele da melhor forma, dar o melhor para ele, nunca deixar ele esquecer quem foi a mãe dele".

Nascimento de Léo

Murilo Huff abriu o jogo sobre o dia em que o pequeno Leo, de 2 anos, fruto de seu relacionamento com Marília Mendonça, teria sido concebido. Em entrevista ao podcast "PodPah", o cantor sertanejo relembrou de uma noite regada a vinho com a ex-namorada, que nos deixou em novembro de 2021.

Ao ser questionado se a vinda do herdeiro foi planejada, Murilo negou e contou detalhes da história. "A gente foi num show do Luan Santana e o dono [do local] deu duas garrafas de vinho de presente para a Marília. Uma de 3 litros e uma de 6. A de 3 litros, 'nóis abriu' no dia", relatou o artista.

"Foi nesse dia que a gente fez ele. A gente fez o Leo na estreia da...Que ela tinha feito silicone, lipo...As cirurgias dela...E foi bem na estreia", completou o músico.

Na sequência, Murilo explicou que Marília tinha acabado de voltar a tomar o anticoncepcional após ter se submetido a cirurgias plásticas. "Não foi planejado porque como ela tinha feito a cirurgia, ela teve que parar com o anticoncepcional. Ela já tinha voltado, mas quando a mulher para de tomar e volta, demora uns meses ainda para fazer o efeito total", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos