Mulheres publicam selfies sem maquiagem para espalhar a positividade com relação à acne

Em Ford: Instagram

Mulheres estão publicando selfies sem maquiagem nas redes sociais para enviar uma mensagem importante sobre a aceitação dos seus problemas de pele.

A acne é muito comum e afeta oito em cada 10 pessoas entre 11 e 30 anos no Reino Unido.

No entanto, o estigma em torno da acne faz as pessoas sentirem a necessidade de escondê-la, o que pode levar a diversos problemas emocionais, como depressão e ansiedade.


ENCONTRE O ERRO Levante a mão quem já teve problemas de pele Continue com a mão levantada se isso afetou você mentalmente Todo mundo tem sua própria história, todo mundo enfrenta suas próprias batalhas, mas NINGUÉM está sozinho. Eu já compartilhei a minha história com relação à pele, e esse é um problema que continuo enfrentando. Faz pouco tempo que deu uma acalmada, após uma súbita crise. Minha pele é sempre o primeiro sinal de que tem algo acontecendo internamente e, desta vez, foi após uma infecção renal e os antibióticos que tomei. Tenho tentado, veementemente, reequilibrar minhas bactérias intestinais com probióticos e alimentos. Semana passada, chorei muito por causa do estado da minha pele e, num acesso de raiva, comecei a espremer as espinhas (a pior coisa que se pode fazer) porque estava muito chateada. Fiquei com vergonha e só queria cobrir meu rosto. Não importa o quanto eu promova a confiança com o corpo, continuo sofrendo muito nos piores dias, MAS compartilhar isso no stories do Instagram me ajudou a perceber que muitos de vocês passam por isso também. Pode ser exaustivo e muito, muito difícil, mas estamos juntas, meninas. O melhor conselho que posso dar é encontrar aquela pessoa que faz com que você se esqueça da sua pele, alguém em cuja companhia você se sinta tão bem que nem sequer pense nesse problema. E se tiver amigos que sofram de acne também, seja o apoio deles, lembre o quão incríveis eles são por dentro, mostre que a pele não define quem eles são. Você me apoia, eu apoio você #DiaInternacionaldaSaúdeMental

Cada vez mais mulheres estão abandonando a segurança proporcionada pela maquiagem, a fim de promover um movimento nas redes sociais com o objetivo de espalhar a positividade com relação à pele e à acne.

Em outubro do ano passado, a influenciadora digital, Chessie King, compartilhou sua luta com seus 300 mil seguidores no Dia Internacional da Saúde Mental.

“Semana passada, chorei muito por causa do estado da minha pele e, num acesso de raiva, comecei a espremer as espinhas (a pior coisa que se pode fazer) porque estava muito chateada”, escreveu ela.

“Não importa o quanto eu promova a confiança com o corpo, continuo sofrendo muito nos piores dias, MAS compartilhar isso no stories do Instagram me ajudou a perceber que muitos de vocês passam por isso também.”


Já aconteceu de se preocupar tanto com alguém a ponto de chegar a machucar fisicamente?

Sabrina Barr

The Independent