Rodrigo Santoro, trilha sonora perfeita... A gente merece rever 'Mulheres Apaixonadas'

Amanda Caroline
·4 minuto de leitura

A reprise de ‘Mulheres Apaixonadas’ é uma das poucas boas notícias do inacreditável ano de 2020. Exibida originalmente em 2003, o clássico de Manoel Carlos voltou à televisão outras duas vezes na faixa do ‘Vale A Pena Ver De Novo’ porém o brasileiro deve (e merece!) acompanhar essa história pela quarta vez.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

O primeiro capítulo da reprise no canal Viva foi ao ar na noite da última segunda-feira (24) e deu um gostinho dos temas que serão abordados na trama: alcoolismo, homofobia, violência doméstica (já choramos com os avós Flora e Leopoldo) e outros tabus — tudo muito necessário e atual.

Leia também

Deixando as pautas sérias um pouquinho de lado, precisamos falar dos motivos que nos farão respirar aliviados em meio ao turbilhão de acontecimentos do dia a dia.

*SÓ AS HELENAS ONLINE*

Começando por Rodrigo Santoro. Ah... O que dizer de Rodrigo Santoro, o nosso crush-mor ontem, hoje e sempre?

O ator estava no auge dos seus 28 anos quando interpretou Diogo em ‘Mulheres’, um garanhão apaixonado pela prima Luciana, vivida por ninguém menos que Camila Pitanga. Estamos prontíssimas para “shippar” esse casal novamente. Nosso coração não aguenta!

Que a Marina (Paloma Duarte) nos desculpe, mas... Que química!

A gente jura que é a última foto desse casal.

Abaixo, mais razões para você não perder nem um episódio sequer de ‘Mulheres Apaixonadas’ e agradecer muito à Rede Globo por essa reprise:

Única reação possível para as tramas de 'Mulheres Apaixonadas': AAAAAAA (Foto: Reprodução/TV Globo)
Única reação possível para as tramas de 'Mulheres Apaixonadas': AAAAAAA (Foto: Reprodução/TV Globo)

Trilha sonora sem defeitos

Não tem uma música ruim nessa novela, fato. ‘Don't Know Why’, da Norah Jones; ‘Misunderstood’, do Bon Jovi; ‘Velha Infância’, Os Tribalistas; ‘Sexed Up’, de Robbie Williams; Disease, do Matchbox Twenty; ‘Amor Maior’, do Jota Quest... Isso só para citar os hinos!

E não precisa fingir, não. Todo mundo sabe que você se sentiu a própria Avril Lavigne no clipe quando tocou ‘I’m With You’.

A saga da Fleabag brasileira

Estela, personagem da talentosa e belíssima Lavínia Vlasak, se apaixona pelo padre italiano mais popular do Rio de Janeiro, o inesquecível Padre Pedro (Nicola Siri), e o Brasil torce muito por eles. Esse amor proibido já é familiar até para quem nunca viu a novela: é só dar um pulo no serviço de streaming ao lado para conferir Fleabag derretida pelo Padre Gato — pena que não toca “scusa se ti amo” na série.

Susana Vieira como a eterna Branca Letícia

Parece que a atriz ficou presa na personagem Branca Letícia, de ‘Por Amor’ (1997), e nunca mais largou a personalidade da mulher rica, mãe coruja e dona de um caráter questionável. Sem problemas para a gente, inclusive a-ma-mos. Lorena também é absolutamente tudo para nós.

Casal Clara e Rafaela

Sem comentários para essas duas personagens apaixonadas, empoderadas e lindas. Obrigada por tudo, Alinne Moraes e Paula Picarelli! Vamos “shippar” muito #ClaFaela e nos revoltar com o preconceito junto com elas? Vamos. Bem que poderia ter um beijão nessa reprise... #sonho

Bruna Marquezine chorando horrores

Que saudade que a gente tava da menina Salete! A atriz chora como se não houvesse amanhã em todos os capítulos e mal podemos esperar para ver a mini Bruna sofrendo em cena. É artista que fala?!