Mulher de Wesley Safadão rebate críticas após dizer que ganhou empregada doméstica

Thyane Dantas, mulher de Wesley Safadão, rebate críticas após dizer que ganhou empregada doméstica (Foto: AgNews)
Thyane Dantas, mulher de Wesley Safadão, rebate críticas após dizer que ganhou empregada doméstica (Foto: AgNews)

Após ser criticada por dizer que havia ganhado uma de suas empregadas domésticas como presente de casamento, Thyane Dantas, mais conhecida por ser esposa de Wesley Safadão, voltou às redes sociais para rebater os comentários negativos

A influenciadora publicou uma série de fotos ao lado da funcionária, Raimunda, e escreveu um longo texto explicando a situação. Ela começou criticando os seus "sentimentos e intenções de fala julgados por quem está muito longe e afirmando com convicção aquilo que não está dentro de nós" e pediu perdão "a quem sofre tanto com esse retrocesso":

"A Raimunda é uma das minhas principais memórias de amor, cuidado e confiança desde a infância. Ela sempre foi e sempre será alguém com quem tenho profundo vínculo de respeito, valorização e afeto, daí meu equívoco em usar uma palavra que agora foi totalmente descontextualizada para criar uma pauta legítima, mas com história errada", continuou.

Ela ainda lamentou o "ambiente de ódio criado na internet", que "constrange, assusta e "mata", e acrescentou: "Lamento profundamente a realidade que tantos vivem e sofrem pro condições estruturais e jamais quero fazer que não dignifique meu próximo."

"A minha intenção de fala foi baseada no imenso amor e afeto que nutrimos entre nós nesse ambiente familiar seguro e livre da maldade sempre repercutida por quem faz de debates legítimos causas de ataques pessoais e assim fomentam agressões e ofensas gratuitas e desproporcionais", concluiu Thyane.

Entenda o caso

A influenciadora foi bastante criticada nas redes sociais após falar sobre uma das empregadas domésticas que trabalham para a família dela. Thyane contou que a funcionária, apresentada como Raimunda, foi oferecida a ela como presente de casamento por sua mãe, já que "há 23 anos", a mulher "faz parte da família".

"Mainha dizia que, quando eu casasse, Raimunda era minha", começa dizendo. "Com toda certeza, era a única pessoa que eu tinha coragem. Mas você nunca quis, né? Para eu não ficar sozinha", diz a mãe de Thyane. Enquanto isso, Raimunda serve todos sentados à mesa.

Os vídeos, gravados na fazenda de Wesley Safadão, na cidade de Aracoiaba, no Ceará, acenderam o alerta de racismo estrutural em quem assistiu.

Racismo Estrutural

O influencer e ativista Antonio Isuperio compartilhou os vídeos em sua conta, já que foram deletados por Thyane do perfil dela. Ele ainda falou sobre como o Brasil ainda reproduz com naturalidade o racismo estrutural, mesmo sendo o país mais negro depois da Nigéria.

"O Brasil nunca será um país do futuro enquanto profissionais da limpeza não tiverem dignidade. Precisamos compreender que o trabalho 'doméstico' é a conversão da escravidão e é por isso [que] o Brasil é o país que mais tem estes profissionais no mundo", analisou.

"Sabiam que estes 'presentes de casamento' são critério de classificação econômica do Brasil? Utilizado nas pesquisas? No critério Abep (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa), o 'empregado doméstico' é contabilizado como variável de bem de consumo", explicou.

Nos comentários da publicação, muitas pessoas também mostraram sua indignação diante da naturalidade de Thyane em expôr a funcionária diante dos comentários racistas.

"Imagine quantas milhares delas, invisíveis, perderam o seu direito de existir nos últimos séculos nesse país. E perdem até hoje. Sem contar aquelas que são tiranizadas, humilhadas e escravizadas sem direito a salário ou a ver a luz do sol", disse um seguidor.

"É sempre da família, mas não faz parte do jantar, só serve o jantar. É sempre da família mas não sai em uma foto de viagem ou passeio, só vai junto pra 'servir;. É sempre da família, quase uma mãe... só que não", disse outro.