Mulher de Daniel Alves pede privacidade a jornalistas após prisão do jogador: 'Empatia'

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A modelo espanhola Joana Sanz, 29, esposa de Daniel Alves, 39, usou as redes sociais para pedir privacidade e reclamar da presença dos jornalistas em frente a sua casa após a prisão preventiva do jogador na Espanha por agressão sexual, nesta sexta-feira (20).

"Minha mãe morreu há uma semana, comecei a aceitar que ela já não está mais aqui e começam a me atormentar com a situação do meu marido", escreveu a modelo. "Eu perdi os únicos pilares da minha vida, tenham um pouco de empatia ao invés de buscar tanta notícia na dor dos outros."

Mais cedo, Joana postou uma mensagem de apoio ao marido nos stories do Instagram. Ela compartilhou uma foto de mãos dadas com o jogador com a palavra "juntos" em inglês.

Daniel Alves teve a prisão preventiva e sem possibilidade de fiança determinada por uma juíza na Cidade da Justiça de Barcelona. O jogador também prestou depoimento, mas entrou em contradição ao dizer, agora, que teve relação consensual com a suposta vítima. Antes, havia dito que não a havia tocado.

O jogador foi levado no início da noite espanhola desta sexta ao centro penitenciário de Brians 1, na periferia noroeste de Barcelona.