Mulher confessa ter matado noivo em motel e alega legítima defesa. Saiba o que aconteceu momentos antes do assassinato

A modelo Marcella Ellen Martins, de 31 anos, foi presa após confessar que matou o noivo em um motel em Brasília, no dia 9 deste mês. De acordo com os advogados da mulher, ela agiu em legítima defesa, após uma briga árdua com Jordan Guimarães.

Marcella e Jordan estavam em um motel para o casamento deles que seria no dia seguinte. Segundo o advogado da modelo, Johnny Cleik Rocha da Silva, o disparo da arma não se deu somente pela agressão do noivo, mas também pelo medo que ela teve de ter a arma tomada de sua mão.

"Não quero viver assim, atira", teria dito Jordan Lombardi, ao avançar contra Marcella. As informações são do site G1 Goiás.

Marcella vinha pressionando o noivo a denunciar caso de abuso sexual à Polícia

A modelo e o empresário discutiram porque ela descobriu que a filha do empresário, de apenas 3 anos, estava sendo estuprada por um parente e queria que ele fizesse algo. Jordan não estava disposto a fazer nada e a briga começou.

Segundo o advogado de Marcella, a modelo tem histórico de abuso sexual na infância e ficou muito indignada com a situação. Desde que soube do caso passou a cobrar que o noivo denunciasse o caso à Polícia Civil, em vão.

Entenda como foi o dia de Marcella e Jordan no dia do crime

Marcella e Jordan chegaram ao motel e já começaram a discutir. Segundo o advogado, os dois também usaram drogas, o que poderia ter intensificado a briga. Em seguida, eles contrataram os serviços de um garoto de...

Veja mais


Veja também

Galvão Bueno é internado às vésperas da Copa. Saiba o que aconteceu com narrador da Globo!
Karoline Lima e Éder Militão entram em acordo de pensão da filha após polêmica. Saiba quanto jogador terá que pagar
Carma? Piqué vive uma maré de azar desde o divórcio polêmico com Shakira. Saiba tudo o que aconteceu com o jogador