Mulher com alopecia adota novo estilo após perder cabelo

Facebook/Gemma Gray
Facebook/Gemma Gray

Gemma Gray, de 22 anos, começou a perder seu cabelo de forma acelerada, no ano passado. Em busca de uma explicação médica, ela foi diagnosticada com alopecia, uma doença comum, que causa a queda do cabelo da cabeça e de outras partes do corpo.

Gemma sofreu muito antes de aceitar a notícia de que perderia todo o seu cabelo. No entanto, após “alcançar uma sensação de liberdade” e aceitação, a jovem enfermeira decidiu ver sua condição de saúde como uma oportunidade de adotar um novo estilo, e começou a trabalhar com seu novo visual.

“Obviamente o primeiro passo foi admitir para mim mesma que eu iria, de fato, perder meu cabelo. Isso foi difícil, terrível, e houve dias em que eu sentava no sofá e chorava com a minha mãe,” escreveu Gemma no blog Love Alopecia.

“Rapidamente percebi que ia precisar usar bandanas, lenços e, eventualmente, perucas”.

“Quando comecei, eu não costumava usar acessórios modernos e inovadores na cabeça, e naquela época tinha apenas um espaço falhado na cabeça”.

(Foto: Love Alopecia/Facebook)
(Foto: Love Alopecia/Facebook)

Gemma contou que sua habilidade de ver a alopecia como um novo estilo permitiu que ela parasse de se importar com as consequências da doença.

“Chegar a esta sensação de liberdade pode levar tempo, e para ser honesta, é uma verdadeira montanha-russa emocional,” continuou.

“Posso dizer, com segurança, que passei por dificuldades, como qualquer pessoa, e como vivemos num mundo obcecado pela tecnologia, tenho selfies para provar!”

Gemma deu nome às duas falhas que tinha no cabelo: “Patch” e “Spot”, e assistia a tutoriais no Youtube para aprender a usar lenços.

Ela começou a coordenar as cores dos lenços com as das roupas, e notou que os acessórios para a cabeça davam um “algo a mais” aos seus dias.

“Eu aprendi a arrasar com este visual,” disse Gemma, que mais tarde decidiu raspar completamente a cabeça.

Imagem: cortesia de Gemma Gray
Imagem: cortesia de Gemma Gray

“Isso foi na época em que comecei a perder os cílios e sobrancelhas. Este foi outro duro golpe da alopecia em nossa batalha, mas meus pais pagaram por uma aula de maquiagem profissional e eu aprendi a desenhar as sobrancelhas e a aplicar cílios falsos,” escreveu.

“É claro que é ruim perder o cabelo, mas depois que isso aconteceu, eu pude passar a escolher a minha aparência, todos os dias. Loira, morena, motoqueira sexy – tantas opções quanto a minha imaginação pudesse criar,” disse ela.

“Na primeira vez em que eu fui vista em público sem nada cobrindo a minha cabeça, Patch e Spot estavam orgulhosamente à mostra, e após algumas perguntas iniciais, ninguém me tratou de forma diferente em relação aos outros na festa”.

“Eu fiquei maravilhada! Onde estavam as risadas que eu havia imaginado? Onde estavam os comentários maldosos e observações grosseiras sussurradas pelas minhas costas? Era difícil acreditar. Eu me senti muito bem e tive uma noite incrível”.

Após aquele momento revelador, Gemma passou a mudar seu visual com frequência – com ou sem peruca – dependendo de como estava o seu humor.

A recuperação. (Foto: Facebook/Gemma Gray)
A recuperação. (Foto: Facebook/Gemma Gray)

Atualmente Gemma está em remissão e seu cabelo voltou a crescer. No entanto, ela pode perdê-lo novamente, a qualquer momento. Ainda não há uma cura para a doença, e os tratamentos variam.

Jessica Ankomah
Yahoo Canada Style

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos